Presidente do Banco Central diz que pior momento da inflação já passou

Da Redação 28/06/2022 • 13:37
Em 12 meses, o custo de vida acumula uma alta de 12,04%
Em 12 meses, o custo de vida acumula uma alta de 12,04%
Agência Brasil

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, afirma que o pior momento da inflação no Brasil já passou.

Ele afirma que, nos últimos dois meses, o aumento médio de preços ficou dentro da expectativa.

Em 12 meses, o custo de vida acumula uma alta de 12,04%, de acordo com o Índice de Preços ao Consumidor Amplo, medido pelo IBGE.

Na avaliação do presidente do Banco Central, as medidas para conter a subida de preços estão surtindo efeito.

Neste mês, Banco Central aumentou para 13,25% a taxa básica de juros - maior porcentual desde dezembro de 2016.  

Entre medidas desenhadas pelo governo citadas por Roberto Campos Neto estão as leis que zeram impostos federais sobre combustíveis.

Para ele, essas mudanças terão impacto na inflação deste ano.

Segundo a ata da última reunião do Comitê de Política Monetária, o Banco Central prevê o IPCA em 8,8% neste ano.

As declarações do presidente do BC foram dadas ontem durante participação no Fórum Jurídico de Lisboa, em Portugal.