PSDB, MDB e Cidadania se reúnem para definir candidato da terceira via

Da Redação 18/05/2022 • 08:42
Urna eletrônica
Urna eletrônica
TSE

PSDB, MDB e Cidadania se reúnem hoje para tentar chegar a um consenso de quem será o candidato da chamada "terceira via" à presidência da República.

Os partidos vão avaliar o resultado das pesquisas em torno dos nomes de João Doria e Simone Tebet.

Porém, dentro do PSDB o clima é de crise e indefinição.  

Ontem, dirigentes tucanos se encontraram em Brasília para tratar da candidatura de João Doria, mas não tiveram um desfecho.  

A executiva do PSDB decidiu convidar Doria para uma conversa na capital federal, com o intuito de apresentar argumentos para que ele desista de ser cabeça de chapa.

Mas Doria informou aos dirigentes tucanos que, por causa da agenda, não irá a Brasília - interlocutores do pré-candidato dizem que ele não vai desistir da disputa.  

O presidente do PSDB, Bruno Araújo, afirma que "um novo passo" pode ser dado.

Já o presidente da República esteve mais uma vez no Nordeste, onde busca apoio para melhorar os índices de avaliação.  

Num evento em Sergipe, Jair Bolsonaro defendeu o uso de armas pela população.

Lula, que é natural de Pernambuco, aproveitou a visita de Bolsonaro para dizer nas redes sociais que sempre lutou pelo Nordeste.  

O petista escreveu: abre aspas "Nos meus governos, trabalhei muito para que o desenvolvimento acontecesse por todas as regiões". fecha aspas

Já o pré-candidato do PDT, Ciro Gomes, defendeu um tratamento mais profissional ao trabalho dos gamers no País.

Enquanto os pré-candidatos se movimentam na corrida presidencial, o TSE anunciou mais uma medida para aumentar a transparência das eleições.  

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Edson Fachin, disse que pretende trazer um grupo de observadores internacionais para acompanhar as votações.  

Segundo ele, o mundo observa com atenção o processo eleitoral brasileiro.