SP: Número de famílias em situação de extrema pobreza cresce 30%

Da Redação 25/05/2022 • 08:07
Dados são de um levantamento da Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento
Dados são de um levantamento da Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento
Picture Alliance/ K. Kramer

O número de famílias em situação de extrema pobreza cresce 30% no período de um ano na cidade de São Paulo.

 Os dados são de um levantamento feito pela Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social entre 2021 e 2022.

Ao todo, mais de 619 mil famílias vivem em condição de miséria, com renda per capita mensal de até 105 reais - indicam dados do CadÚnico.  

A pandemia, é claro, é um dos principais fatores que explicam o cenário vivido atualmente, diz o secretário municipal da pasta.

À Rádio Bandeirantes, Carlos Bezerra disse que os esforços para ajudar essas pessoas estão sendo feitos.

Bezerra reforça, no entanto, que a inclusão de mais famílias na faixa de extrema pobreza se deve à atualização no teto de renda mensal.  

Para o economista da Fundação Getúlio Vargas Marcelo Neri, existem alternativas factíveis para melhorar a condição dessa população.

A Zona Sul da capital é a região que concentra mais pessoas nessa situação, em bairros como M'Boi Mirim, Capela do Socorro e Cidade Ademar.