Band Rio

Audiência sobre operação do Jacarezinho acontece hoje

A ação policial foi a mais letal do Rio de Janeiro

Pedro Cardoni* 29/06/2022 • 11:13
Ministério Público investiga morte de um homem durante a operação
Ministério Público investiga morte de um homem durante a operação
Reuters

A primeira audiência de julgamento das mortes causadas pela operação no Jacarezinho vai acontecer nesta quarta-feira (29), às 15h. A ação policial deixou 28 mortos e é considerada a mais letal da história do Rio de Janeiro.

Dois policiais civis são réus pelo assassinato de Omar Pereira da Silva durante a operação. Douglas de Lucena Peixoto Siqueira é acusado de homicídio e fraude processual e Anderson Silveira de fraude processual. Os agentes são lotados na Coordenadoria de Recursos Especiais da Polícia Civil.

Omar foi assassinado dentro de uma casa em uma região conhecida como Beco da Síria. De acordo com o Ministério Público, os agentes moveram o corpo da vítima antes da perícia acontecer e plantaram uma granada no local do crime. Além disso, os policiais fizeram uma apresentação falsa de uma pistola e um carregador.

Segundo os agentes, Omar havia atirado uma granada contra eles. Testemunhas do crime negam essa versão e relatam que os policiais executaram a vítima. O Ministério Público afirma que a ação dos agentes dificultou a defesa da vítima, que já estava encurralada dentro da casa.

OPERAÇÃO MAIS LETAL DO RIO

A operação que deixou 28 mortos e cinco feridos na comunidade do Jacarezinho ocorreu no dia 6 de maio de 2021. Ao todo, 13 investigações sobre a ação foram feitas pelo Ministério Público. Além de Douglas e Anderson, outros dois policiais já haviam sido denunciados e os chefes do tráfico de drogas da comunidade seguem foragidos.

*Estagiário sob supervisão de Natashi Franco