Band Rio

Kombi quebra e noivos chegam ao casamento de viatura da Polícia

Os agentes do Niterói presente se surpreenderam quando viram que o veículo cheio de fumaça estava com a noiva

Rafaella Balieiro (sob supervisão de Natashi Franco) 27/09/2021 • 15:43 - Atualizado em 27/09/2021 • 15:55
Os agentes conseguiram levar o casal a tempo
Os agentes conseguiram levar o casal a tempo
Arquivo pessoal

Márcia Silva e Luiz Clever não chegaram na própria cerimônia de casamento como imaginaram. Dentro de uma viatura da Polícia Militar, os noivos foram levados para a Igreja da Lagoinha, em Niterói, depois que os agentes encontraram Márcia chorando e Luiz tentando empurrar a Kombi que deu problema a caminho do evento.

Os dois estão juntos há 28 anos, mas oficializaram a relação no sábado passado, em uma cerimônia comunitária, que é parte de um projeto da igreja que frequentam. A Kombi já está na família há dois anos, mas durante a maior parte do tempo ela esteve guardada na garagem do casal.

“É uma Kombi adaptada, parece um motor home, passei muito tempo tentando montar do jeito que a gente queria. Ela foi planejada para a gente viajar para a praia, mas na última vez que tentamos, indo para Rio das Ostras, ela também já tinha dado problema”, comentou o noivo de 71 anos.

No dia do casamento, Luiz acordou cedo para preparar o veículo e Márcia foi se arrumar. No entanto, a caminho da cerimônia, no bairro de Pendotiba, a Komobi parou de funcionar. Por sorte do casal, agentes do Niterói Presente passavam pelo local na mesma hora e decidiram ajudar.

“Quando o sinal abriu nós vimos a Kombi parada e saindo muita fumaça. Um carro quase bateu na Kombi parada. Quando fomos ver, o piloto estava bem arrumado, perguntei onde ele estava indo e para a minha surpresa, ele falou que estava atrasado para casar e que a noiva estava dentro da Kombi”, contou o 2º Sargento da PM Marcelo França.

Marcelo ainda fez questão de não abrir as janelas da viatura para preservar o cabelo e a maquiagem de Márcia. Os agentes pediram autorização da delegacia para levar os noivos à cerimônia.

“Eu estava sem condição de ajudar eles, meu vestido era grande. A Kombi é pesada, estávamos no meio da rua, eu estava muito nervosa. Os policiais nos viram e depois disso ficou tudo bem, eles ajudaram mesmo, foram bons demais”, contou a noiva.

  • Casamento
  • Polícia Militar
  • Rio de Janeiro
  • Niterói