Band Rio

Mais de 50 mil moradores de rua são abrigados pelo projeto Hotel Acolhedor

O projeto já ganhou um segundo endereço

Pedro Cardoni* 21/05/2022 • 09:00
O hotel oferece um kit de limpeza e higiene pessoal para todos os assistidos
O hotel oferece um kit de limpeza e higiene pessoal para todos os assistidos
Nelson Perez

O projeto “Hotel Acolhedor” que ajuda moradores de rua a voltar às cidades de origem teve mais de 50 mil pernoites desde agosto de 2021. A iniciativa ganhou um segundo endereço na Capital Fluminense, no Centro do, com mais 170 leitos para os abrigados. Já existiam 130 quartos de hotel no endereço do Catete, na Zona Sul do Rio de Janeiro.

Além de fornecer abrigo, o programa também ajuda as pessoas na emissão de documentos e oferece dicas para retornar ao mercado de trabalho e duas refeições por dia. Os abrigados também recebem um kit de higiene pessoal e uma máscara cirúrgica contra a Covid-19.

“O Hotel Acolhedor tem um papel muito importante porque não se limita a abrigar, traz dignidade, cria um elo que possibilita que essa população tenha acesso e informação sobre outros serviços do Estado que podem ser a oportunidade de um recomeço”, explicou Julio Saraiva, secretário de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos.

O programa também se tornou uma porta de entrada para outros benefícios fornecidos pelo governo do Estado. De acordo com a organização, 70% dos atendidos foram encaminhados para outros serviços de auxílio social. Os assistidos são escolhidos pelos assistentes sociais espalhados nas 20 Bases do Programa Segurança Presente.

O projeto é uma iniciativa da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos (SEDSODH) e os endereços do programa são Rua Pedro Américo, no Catete, 173 e Rua 20 de Abril, no Centro, 14.

*Estagiário sob supervisão de Stephanie Mendonça