Band Rio

Número de casos de sífilis em jovens preocupa Secretaria Estadual de Saúde

22 pessoas testaram positivo durante testes na 11ª Semana da Saúde Ricardo Boechat

Beatriz Duncan (sob supervisão) 25/11/2021 • 09:30
A Semana da Saúde acontece até o fim desta tarde no Centro do Rio
A Semana da Saúde acontece até o fim desta tarde no Centro do Rio
Reprodução/TV Band Rio

O aumento no número de casos de sífilis em jovens em 2020 preocupa a Secretaria Estadual de Saúde. Pensando nisso, a 11ª Semana da Saúde Ricardo Boechat, uma parceria da Band, Bandnews FM e a secretaria, oferece, de forma gratuita, até o fim da tarde desta quinta-feira (25), 130 testes para a doença no Largo da Carioca, no Centro do Rio. No primeiro dia do evento, dos 130 exames realizados, 22 foram positivos. E os pacientes encaminhados para tratamento.

Segundo um levantamento da Gerência de Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST), no ano passado mais de 14 mil casos foram registrados em jovens, a maioria entre 20 e 29 anos, e do sexo masculino. 12 mil casos também foram registrados em gestantes. Desse total, cerca de 4.700 bebês nasceram com a doença.

O secretário estadual de Saúde, Alexandre Chieppe, alerta para a necessidade de fazer testes para a doença e o tratamento de forma precoce para que haja menos risco para a população.

“É importante saber que, quanto mais cedo se descobre a infecção, menor o risco de adoecimento, tanto para os adultos quanto para os bebês. No Estado do Rio de Janeiro, no ano de 2020, ocorreram 213 óbitos por sífilis congênita. Óbitos que seriam evitáveis, já que temos acesso ao diagnóstico e tratamento gratuitos pelo SUS”, analisa o secretário.

A testagem é parecida como um exame de glicemia e acontece a partir de uma perfuração no dedo. O resultado sai na hora.

O QUE É A SÍFILIS

A sífilis é uma infecção causada por uma bactéria e tem como fonte de transmissão a relação sexual sem preservativo com uma pessoa infectada. Com tratamento precoce e adequado, a doença pode ser curável.

Os primeiros sintomas aparecem em formas de feridas no corpo. Aos poucos, elas evoluem para manchas nas palmas das mãos e dos pés podendo se estender para o resto do corpo.

Fique atento aos sinais e busque um médico especializado caso tenha sintomas da doença.

  • sífilis
  • semana da saúde
  • ricardo boechat