Band Rio

Operação contra sonegação de imposto investiga agentes de fiscalização

Policiais aprenderam R$ 350 mil em empresas investigadas no Rio de Janeiro e no Paraná

Caroline Nunes (sob supervisão de Natashi Franco) 22/09/2021 • 18:37
Empresas distribuidoras de bebidas foram alvo da operação Kater
Empresas distribuidoras de bebidas foram alvo da operação Kater
Reprodução/Redes sociais

A Polícia Civil cumpriu 21 mandados de busca e apreensão que resultaram na apreensão de R$ 350 mil, equipamentos eletrônicos, documentos e 4 mil caixas de cervejas sem nota fiscal. A operação Kater aconteceu no Rio de Janeiro e no Paraná e teve como alvo empresas distribuidoras de bebidas que sonegam imposto.

“Trata-se de uma associação criminosa, uma organização, que vem internalizando produtos, bebidas, principalmente cervejas, no estado do Rio de Janeiro sem o recolhimento dos impostos, desacompanhados da nota fiscal”, explica o delgado titular da Delegacia Fazendária, Ricardo Carrareto.

A investigação estimou que as fraudes contabilizam cerca de R$ 40 milhões em prejuízos ao Rio de Janeiro. Além disso, segundo a Polícia Civil, o estado deixou de arrecadar mais de R$ 150 milhões em impostos.  

As investigações tiveram início na troca e informações entre a Delegacia Fazendária, Delfaz, e a Secretária de Estado de Fazenda, sobre a existência de agentes públicos que facilitam a entrada e carregamentos de bebidas vindos de outros estados sem taxação de impostos e com ausência de documentos fiscais necessários.

O principal objetivo da operação, que contou com 100 agentes, foi coletar provas dos crimes contra a administração pública, sonegação de imposto e associação criminosa. O material apreendido vai seguir para análise na Delegacia Fazendária e no Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado, o GAECO, para que haja identificação de todos os envolvidos no esquema.

  • rio de janeiro
  • polícia civil
  • operação
  • carga