Notícias

Operação do BOPE na Maré tem pelo menos cinco mortos; um PM e quatro suspeitos

Confronto entre policiais e traficantes chegou a fechar as três principais vias expressas nesta terça-feira (11).

João Pedro Obiler*

Operação do BOPE na Maré tem pelo menos cinco mortos; um PM e quatro suspeitos
Reprodução

Pelo menos cinco pessoas morreram durante a operação do Comando de Operações Especiais da PM no Complexo da Maré, nessa terça-feira (11). Entre elas estão um PM do Bope e quatro criminosos.

O confronto entre policiais e traficantes chegou a fechar as três principais vias expressas da cidade.

A ação dos policiais começou no início da manhã e teve como objetivo combater uma quadrilha de roubo de carros. 

Bandidos chegaram a incendiar um ônibus e a ordenar assaltos na Avenida Brasil, que fica as margens do conjunto de favelas, para dificultar o avanço dos policiais. O conflito também paralisou o trânsito na Linha Vermelha e na Linha Amarela.

Áudios apreendidos pela polícia mostram as ordens dos traficantes para que as vias fossem ocupadas.

“Escutou aí?! Toque do mano aí! Para tudo! Linha Vermelha, (Avenida) Brasil, Linha Amarela. Pode botar pra f#, filho, roubar e o c# à quatro”.

Diversos motoristas que passavam pelo local abandonaram seus veículos para se proteger do tiroteio e aguardaram deitados no asfalto.

Durante a operação, o 3º Sargento Bope Jorge Henrique Galdino Cruz (32) foi morto e um outro policial ficou ferido. Ele foi socorrido para o Hospital Federal de Bonsucesso, onde passou por cirurgia e segue internado.

Por conta do conflito, 42 escolas municipais e duas estaduais tiveram as aulas suspensas por tempo indeterminado. Algumas unidades de saúde também foram afetadas, o Centro Municipal de Saúde Vila do João e as clínicas da família (CF) Augusto Boal e Adib Jatene tiveram o funcionamento suspenso.

24 bandidos foram presos. Foram apreendidos onze fuzis, uma metralhadora antiaérea, pistolas, uma espingarda, carros roubados e grande quantidade de drogas.

*Sob supervisão de Christiano Pinho