Band Rio

Polícia prende acusado de tentativa de homicídio a mando do 'Faraó dos Bitcoins’

Polícia afirma que homem recebeu R$ 250 mil para cometer o assassinato

Yasmin Bachour 18/01/2022 • 17:59
Rodrigo Silva Moreira foi preso por tentativa de homicídio
Rodrigo Silva Moreira foi preso por tentativa de homicídio
Divulgação/ Polícia Civil

Rodrigo Silva Moreira foi preso, nesta manhã, por Agentes da Delegacia de Atendimento à Mulher de Angra dos Reis, na Costa Verde fluminense. Ele é acusado pela polícia de planejar, contratar e orientar os assassinos do empresário Nilson Alves da Silva, a mando de Glaidson Acácio dos Santos, o Faraó dos Bitcoins, que está preso.

Nilson, que era concorrente de Glaidson no ramo das criptomoedas, sobreviveu ao ataque, em março de 2021, mas ficou paraplégico.

Em conversa interceptada com autorização judicial, Rodrigo e um homem identificado como Thiago de Paula Reis, apontado como braço-direito de Glaidson, falam sobre planos para matar Nilson. Em um dos trechos, Thiago cobra agilidade e diz que pagaria mais de R$ 150 mil por isso, além de outros R$ 100 mil que já tinham sido pagos.

Em outro trecho, Rodrigo orienta que Thiago e Glaidson parem de falar sobre o assunto por telefone.

Segundo a polícia, Rodrigo admitiu que recebeu o dinheiro, mas alegou que desistiu de cometer o crime, após o nascimento da filha. Para o Ministério Público, as conversas indicam que Glaidson era o líder de uma organização criminosa que tinha objetivo de executar quem ameaçasse os negócios dele.

O Faraó dos bitcoins segue preso preventivamente, acusado de chefiar um esquema ilegal de investimentos em criptoativos que movimentou bilhões de reais.