Band Rio

Vacinação das crianças contra Covid-19 começou nesta segunda-feira no Rio

A capital espera a chegada de novas doses para a manutenção do calendário

Felipe de Moura (sob supervisão de Natashi Franco) 17/01/2022 • 19:02
Marion foi a primeira criança a ser vacinada contra a Covid na cidade do Rio
Marion foi a primeira criança a ser vacinada contra a Covid na cidade do Rio
Beth Santos/Prefeitura do Rio

A vacinação contra a Covid-19 para crianças de 5 a 11 anos começou hoje (17), na cidade do Rio. Nesta segunda-feira, meninas de 11 anos foram vacinadas. Amanhã é vez dos meninos da mesma idade. Crianças com comorbidade podem ir em qualquer dia para os mais de 230 postos de saúde, 11 escolas e 6 centros culturais disponíveis na capital. 560 mil crianças são esperadas para receber o imunizante até o final da campanha. Todos os postos que aplicam vacinas contra Covid em adultos também irão vacinar as crianças.

A manutenção do calendário de imunização para o restante da semana — que prevê a vacinação por gênero e idade em cada dia — depende de uma nova chegada de doses enviadas pelo Ministério da Saúde. O Governo Federal recebeu as doses ontem (16), e prometeu a distribuição para os estados entre hoje e amanhã. A cidade do Rio vai receber cerca de 33 mil doses dessa remessa.

“A expectativa é de vacinar 17 mil crianças hoje na capital. A gente espera encerrar a campanha em meados de fevereiro, mas claro que dependemos de mais doses do Ministério da Saúde. A gente tem a capacidade de aplicar 130 mil doses por dia, mas hoje só temos 33 mil, então só dura até amanhã”, disse o secretário de Saúde do Rio, Daniel Soranz.

Moradora do Morro da Providência, no Centro do Rio, e campeã de Jiu Jitsu, Marion Timóteo Barbosa, de 11 anos, foi a primeira a receber a vacina aqui na capital.

“Tenho medo não, nem dói. Nem sente. Se cuidar é muito bom, é importante também, ainda mais por causa dessa Covid”, falou Marion.

Desde o início da pandemia, 32 crianças morreram na cidade do Rio devido a doença. No mundo, mais de 14 milhões de crianças foram imunizadas contra a Covid-19. Os efeitos colaterais são leves, na maioria das vezes uma pequena dor no braço da aplicação. Mesmo sendo criança, será necessário tomar uma dose de reforço 2 meses após a primeira dose.

A vacina pediátrica da Pfizer tem 85% de eficácia e é segura para todas as crianças da faixa etária inclusa na campanha. Nesse momento, na capital do Rio, 90% dos internados não estão vacinados. A Prefeitura e o Estado do Rio recomendam que todos os pais levem seus filhos para tomar a vacina.

“Tomar a vacina foi tranquilo, não doeu nada. Vem tomar vacina, não dói nada, vacina salva, vacina sim”, comentou Gabriela Moreira silva, de 11 anos que se vacinou hoje.

Confira os locais de vacinação nas unidades escolares:

– CIEP Henfil – Rua Carlos Seidl, 71 – Caju

– EM Dr. Cícero Pena – Av. Atlântica 1976, Copacabana

– EM Prudente de Morais – Rua Enes de Souza, 36 – Tijuca (Próximo ao CMS Heitor Beltrão)

– Escola Municipal Anibal Freire – Av. Professor Plínio Bastos, 631 (em frente ao Olaria Atlético Clube)

– Ciep Patrice Lumumbe

– E.M Paraíba (Unidade de referência: CF Maria de Azevedo Rodrigues)

– CIEP Margaret Mee – Recreio dos Bandeirantes (Ao lado do CMS Harvey Ribeiro de Souza Filho) – (início terça, 18/01)

– EM Embaixador Dias Carneiro – Tanque (Ao lado do CMS Jorge Saldanha Bandeira de Melo) – (início terça, 18/01)

– EM PAULO MARANHÃO – Rua do Governo 866, Realengo – (início terça, 18/01)

– CIEP Raymundo Ottoni de Castro Maya – Rua Moranga, s/n, Campo Grande (Referência: CF David Capistrano e CMS Mário Vitor)