Band Rio

Veículo que conduziu criminosos ao heliponto já foi apreendido

Um motorista foi contratado para levar os bandidos ao local, a identidade dele não foi revelada

Rafaella Balieiro (sob supervisão de Natashi Franco) 22/09/2021 • 12:42
O carro é um Fiat Siena da cor preta
O carro é um Fiat Siena da cor preta
Divulgação/ Polícia Civil

O veículo usado para levar os criminosos, que sequestraram o piloto Adonis Lopes, até o heliponto da Lagoa Rodrigo de Freitas, na Zona Sul do Rio, já foi identificado e apreendido. De acordo com os investigadores, um motorista foi contratado pelo valor de R$100,00 para fazer o transporte dos criminosos até o local de partida dos voos. A identidade do motorista não será divulgada, segundo os agentes, ele não sabia que os homens estavam planejando o sequestro.

Câmeras do circuito interno do Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu, mostram o comportamento suspeito de um detento no mesmo momento em que o helicóptero fazia manobras perigosas em cima do Batalhão da Polícia Militar de Bangu. Márcio Gomes Medeiros Roque, conhecido como "Marcinho do Turano", é do Comando Vermelho e seria o detento resgatado no plano audacioso do sequestro do helicóptero.

As imagens mostram que Marcinho e outros presos, sem as identidades divulgadas, demoram para sair do pátio da penitenciária e retornar às galerias da cadeia. Por ser um presídio de regime semiaberto, os detentos ficam livres durante o dia, após o café da manhã. No vídeo, é possível ver que Marcinho do Turano ainda fica olhando para cima, como se estivesse esperando alguma coisa.

Uma vistoria da Secretaria de Administração Penitenciária encontrou celulares e um roteador na galeria que Marcinho do Turano divide com outros detentos. O ótimo estado de conservação dos aparelhos chamou atenção dos agentes de segurança. Os celulares foram entregues a Delegacia de Repressão as Ações Criminosas Organizadas e Inquéritos Especiais, a Draco, que investiga o caso.

Por conta do episódio, a Seap ainda informou que instalará um novo sistema de segurança para evitar a aproximação de aeronaves nos Complexos Penitenciários. Marcinho do Turano foi transferido para a penitenciária Laércio da Costa Pellegrino, em Bangu 1, e ficará acautelado até a conclusão das investigações.

  • Sequestro
  • Rio de Janeiro
  • Lagoa
  • Criminosos