Tamanho de fonte
Atualizado em sexta-feira, 18 de outubro de 2019 - 11h27

A história do cantor Ray Charles

Uma das maiores lendas do RnB, soul e rock and roll
Cena do filme em cartaz / Divulgação Cena do filme em cartaz Divulgação

A Band exibe neste domingo, 20, às 20h, na sessão Cine Band Clássicos, o filme Ray. Com direção e roteiro de Taylor Hackford.

De produção independente, o filme é estrelado por Jamie Foxx no papel-título, o que lhe valeu um Óscar na categoria de melhor ator, além dos prêmios BAFTA, Screen Actors Guild e um Globo de Ouro, tornando-se o segundo ator a receber os cinco maiores prêmios do cinema.

Criado em uma plantação no norte da Flórida, Ray Charles Robinson fica cego aos sete anos de idade, logo após presenciar o afogamento de seu irmão mais novo. Inspirado por sua mãe, Ray encontrou seu dom através de um piano. Viajando pelos Estados Unidos, o cantor de soul firma sua reputação antes de explodir mundo afora ao mesclar o rhythm and blues com outros estilos, como o rock and roll e gospel. Ray Charles é uma lenda inimitável em todo o cenário musical mundial.

Jamie Foxx ficou conhecido mundialmente pelo filme em cartaz, mas ele também já atuou em grandes sucessos, como o Django Livre, do Tarantino, e deu sua voz para o filme Rio.

A atriz Kerry Washington também está no elenco, desde 2012, ela protagoniza o drama Scandal, da ABC, uma série de Shonda Rhimes. Foi em 2013 que ela ganhou grande reconhecimento público por seu papel e foi nomeada para um Primetime Emmy Award de melhor atriz em série de drama, Screen Actors Guild Award por melhor performance de uma atriz numa série de drama, e um Globo de Ouro de melhor atriz em série de televisão.

O filme Ray vai ao ar neste domingo, 20, às 20h HB, pela sessão Cine Band Clássicos. Confira a sinopse:

RAY

(Ray)

DRAMA, 2004, USA, 02:32:00, 16 ANOS

Diretor: TAYLOR HACKFORD

Elenco: JAMIE FOXX, KERRY WASHINGTON, REGINA KING

A turbulenta história do gênio musical Ray Charles, deficiente visual desde a infância. A audácia e o talento incomparável do músico o transformou em um fenômeno nas turnês e nos estúdios, mas drogas, mulheres e lembranças ruins afetaram muito a sua vida pessoal.

Acesse o site

HD onde disponível

Horário de Brasília

*Sob supervisão de Pedro Battesini


REDES SOCIAIS Instagram Facebook