Livro e documentário lembram trajetória de diplomata

Sérgio Vieira de Mello morreu há 15 anos durante um ataque terrorista no Iraque, mas deixou um legado de tolerância e conciliação na área dos direitos humanos.