Band Multi

Campinas registra primeira morte por dengue em 2024

A vítima é uma mulher de 94 anos, moradora do Jardim Eulina

Da Redação

Dengue
Dengue
Reprodução/Freepik

Campinas (SP) confirmou na tarde desta terça-feira (27), a primeira morte por dengue em 2024. Trata-se de uma mulher de 94 anos, moradora do Jardim Eulina e atendida na rede privada de saúde. Ela apresentou sintomas em 30 de janeiro e o óbito foi em 12 de fevereiro. Ela teve infecção pelo sorotipo 1.

O Eulina é a região com maior incidência de casos de dengue. “Foi a área que mais recebeu ações neste ano para orientação de moradores e eliminação de criadouros do mosquito Aedes aegypti, vetor da doença”, alega a prefeitura.

Campinas tem mais de 8 mil casos confirmados

De 1º de janeiro até terça-feira (27), Campinas teve 8.543 casos confirmados de dengue. Além disso, foi registrado um caso importado de chikungunya.

O Aedes aegypti é vetor das duas doenças e, por isso, a melhor forma de prevenção é eliminar qualquer acúmulo de água que possa servir de criadouro, principalmente em latas, pneus, pratos de plantas, lajes e calhas. É importante, ainda, vedar a caixa d’água e manter fechados os vasos sanitários inutilizados.

Em nota, divulgada pela prefeitura, a pasta que cuida da saúde lamenta:

A Secretaria de Saúde lamenta a morte e se solidariza com a família. Além disso, reforça o alerta para que moradores de todas as regiões continuem colaborando com ações da Prefeitura para prevenção e combate à doença.

Tópicos relacionados