Band Multi

Explosão atinge apartamento em Campinas e mais de 40 pessoas ficam feridas

Causas estão sendo investigadas; foram localizados munições, pólvora e uma granada intacta

Da Redação

Por volta das 21h do sábado (24/02), um incêndio de grandes proporções atingiu um apartamento na rua Hércules Florence, no Botafogo, em Campinas (SP). Mais de 40 pessoas tiveram ferimentos leves e as causas do incêndio estão sendo investigadas. 

Segundo informações da Defesa Civil, uma explosão atingiu um apartamento no primeiro andar, outros quatro apartamentos foram atingidos com o impacto, o elevador foi danificado e o fornecimento de energia elétrica precisou ser interrompido.

O Corpo de Bombeiros foi chamado para o combate e extinção das chamas. Ao todo, 44 pessoas sofreram ferimentos e foram encaminhadas para o Hospital Casa de Saúde e Unidade de Pronto Atendimento de São José. 

O apartamento pertence a um coronel reformado do Exército, que teria deixado o prédio durante a retirada dos moradores. Foram localizadas no local, por policiais militares, munições, pólvora e uma granada intacta. O Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) esteve na ocorrência.  

Parte dos moradores precisou ser retirada com o auxílio de cordas, em uma manobra semelhante à descida na atividade de rapel.

Interdição do prédio 

A Defesa Civil de Campinas interditou o primeiro pavimento do prédio. A Polícia Militar aguarda a perícia para avaliar a possível destinação dos armamentos.

Neste domingo (25/02), as Polícias Militar e Civil continuaram dentro do apartamento, pois ainda havia muita pólvora que precisou ser retirada. O prédio só será liberado quando o local estiver seguro. A Defesa Civil continua no local e acionou a Secretaria de Urbanismo e Assistência Social para apoio às famílias.

O Portal Band Multi pediu um posicionamento sobre o caso ao Comando Militar do Sudeste. Em nota: “O Comando Militar do Sudeste (CMSE) informa que, no momento do acidente, o apartamento estava sem os moradores. O militar reformado possui certificado de registro válido como atirador, caçador e colecionador. Uma perícia está sendo realizada no local para levantamento de mais informações e detalhamento do caso. Militares do Exército acompanham os trabalhos dos órgãos de segurança pública para colaborar com a elucidação dos fatos."

  • * Essa matéria está em atualização