Band Multi - Campinas e Região

Descarte irregular de indústria causou a morte de peixes no Rio Piracicaba

Cetesb afirma que a origem do derramamento foi cessada e prevê “punições severas”

Descarte irregular de indústria causou a morte de peixes no Rio Piracicaba
Reprodução

A Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) informou, nesta terça-feira (9), que uma indústria próxima ao Rio Piracicaba, em Piracicaba (SP), foi a responsável pelo despejo de resíduos poluentes que causaram a morte de milhares de peixes no começo desta semana.

Em nota, a Cetesb afirma que a origem do derramamento foi cessada. Ainda, reforça que a população deve evitar contato direto com a água do rio e os peixes mortos não devem ser manipulados, muito menos consumidos. 

A previsão da companhia é que um relatório parcial do caso seja divulgado amanhã, com previsão de “punições severas” para o agente responsável pelo crime ambiental que acusou a morte dos peixes. 

O caso 

Milhares de peixes mortos foram vistos, na manhã deste domingo (7), às margens do Rio Piracicaba, em Piracicaba (SP). As imagens, registradas por moradores e pescadores, circulam nas redes sociais e preocupam os moradores.  

O ponto mais crítico foi avistado no bairro Nova Piracicaba, na rampa pública de barcos. O Semae, que monitora a qualidade da água do rio Piracicaba, notou, a partir das 4h deste domingo (7), alterações na quantidade de oxigênio, agravadas por volta das 6h.

Em nota, a Prefeitura de Piracicaba (SP) disse que “por meio da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Meio Ambiente (Simap), Semae e Pelotão Ambiental da Guarda Civil Metropolitana, acionou a Cetesb e a Polícia Militar Ambiental para a busca da causa do episódio”.

A Prefeitura disse, ainda, que colaborará com os órgãos responsáveis, além de realizar o monitoramento constante da qualidade da água do rio Piracicaba.

Tópicos relacionados