Band Multi

Radares começam a multar a partir desta quinta na John Boyd Dunlop

Emdec emitiu 3.450 avisos educativos para alertar sobre a presença dos equipamentos

Rose Guglielminetti 29/06/2022 • 14:02 - Atualizado em 29/06/2022 • 14:47
Durante adaptação, equipamentos flagraram mais de 2 mil motoristas acima da velocidade
Durante adaptação, equipamentos flagraram mais de 2 mil motoristas acima da velocidade
Divulgação/JBD

Os motoristas devem ficar atentos porque a partir desta quinta-feira (30/06) os quatro radares que foram instalados na Avenida John Boyd Dunlop vão passar a multar as  infrações de trânsito. Num período de 30 dias, a Emdec, empresa que faz a gestão do trânsito da cidade, enviou 3.450 avisos educativos aos condutores que cometeram irregularidades no trânsito. 

Os pontos em que foram colocados os radores, de acordo com a Emdec, são locais em que foram registrados acidentes e têm alta concentração de pedestres em travessias, potencial desrespeito à velocidade regulamentada e presença de polos geradores de tráfego.

Os equipamentos de proteção à vida foram instalados em locais onde foram registrados acidentes graves. São dois medidores fixos de velocidade no Jardim Nova Esperança, no sentido bairro – Centro da Avenida JBD, próximo à Rua Francisca Alves do Pinho; e no sentido Centro – bairro da via, anterior à Rua Francisca Alves do Pinho. A velocidade máxima permitida é de 50 km/h. 

No Jardim Roseira, são outros dois medidores de avanço de sinal vermelho, parada sobre a faixa de pedestres e excesso de velocidade, instalados no sentido Centro – bairro da Avenida John Boyd Dunlop, próximo à Avenida Brasília; e na altura da Estação BRT Roseira / PUCC. 

Em todo o percurso, foram instaladas placas de sinalização informando ao motorista a velociadade da via. 

As infrações 

Durante o período de conscientização sobre os novos equipamentos, dos 3.450 avisos educativos, 312 foram por avanço ao sinal vermelho; 2.350 por transitar acima da velocidade máxima permitida em até 20%; 614 por transitar acima da velocidade máxima em mais de 20% até 50%; e 174 avisos educativos por transitar em velocidade superior à máxima permitida em mais de 50%. Houve sete casos de registro de velocidade acima dos 100 km/h; e em um dos casos a velocidade medida atingiu 110 km/h.