Band Multi

Ex-secretário de Sumaré é preso suspeito de participar de ataque a carro-forte

A polícia identificou sete suspeitos, sendo que dois já foram presos – incluindo o ex-secretário

Da Redação

Bruno César Pereira, de 37 anos
Bruno César Pereira, de 37 anos
Reprodução/ Redes sociais
Topo

Bruno César Pereira, ex-secretário de Esporte e Lazer de Sumaré (SP), é o segundo suspeito preso, acusado de integrar a quadrilha que explodiu e roubou um carro-forte na Rodovia Prof. Zeferino Vaz (SP-332), em Cosmópolis (SP).Também foi apreendida a caminhonete usada pelo grupo para transportar as armas do crime. O ataque aconteceu no dia 13 de novembro.

Ainda há cinco mandados de prisão em aberto contra suspeitos de integrarem a quadrilha. A Departamento Estadual de Investigações Criminais (DEIC), responsável pela investigação, afirma que ao menos sete pessoas participaram do crime.

Segundo a polícia, o Bruno César Pereira, de 37 anos, tem passagem na polícia por porte de arma e roubo. Com ele, foram apreendidos um celular, um pendrive e objetos pessoais para coleta de material genético.

Bruno César Pereira foi nomeado superintendente administrativo de Esporte e Lazer, subordinado à Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Lazer, no dia 16 de julho de 2021. Em nota, a Prefeitura de Sumaré afirma que ele foi exonerado no dia 20 de outubro de 2023.

Primeiro preso

O primeiro suspeito de participação no crime foi preso em Campinas (SP), onde foi localizado um caminhão que pode ter sido usado para transportar os criminosos após o ataque ao carro-forte. O homem e o veículo foram encaminhados ao Departamento Estadual de Investigações Criminais (DEIC) de Piracicaba (SP).

Na casa dele, os policiais encontraram um colete a prova de balas e dinheiro, que, supostamente, pode ter sido adquirido no roubo ao carro-forte.

Relembre o crime

Um carro-forte foi atacado e explodido por criminosos na Rodovia Prof. Zeferino Vaz (SP-332), entre Cosmópolis (SP) e Artur Nogueira (SP), na tarde do dia 13 de novembro. Havia quatro ocupantes no veículo de transporte de valores. Dois deles tiveram ferimentos moderados e os outros dois, lesões leves.

O caso aconteceu no quilômetro 143, pista Norte (sentido Conchal). Segundo a Rota das Bandeiras, concessionária responsável pelo trecho, a pista foi interditada parcialmente. 

Os criminosos não conseguiram levar todo o dinheiro, devido à magnitude da explosão.

Carros localizados

A polícia encontrou dois carros pretos, em uma zona rural de Paulínia (SP), que podem ter sido usados no crime. Os veículos têm insulfilm e, um deles, tem dois buracos redondos no vidro traseiro, em que os criminosos costumam apoiar as armas de grande calibre para atacar o carro-forte.

Tópicos relacionados