Band Vale

Vídeo: Jair Bolsonaro comenta marca de 500 mil mortes por Covid-19 e ofende repórter em Guaratinguetá

Presidente concedeu entrevista coletiva durante sua passagem por Guaratinguetá

Redação Band Vale 21/06/2021 • 15:42 - Atualizado em 29/06/2021 • 10:32

O presidente Jair Bolsonaro comentou sobre a marca das 500 mil mortes por Covid-19 no Brasil nesta segunda-feira (21) durante sua passagem por Guaratinguetá, no interior de São Paulo. As imagens são de Adonias Araújo, e a reportagem de Marvin Pinho, da TV Band Vale. (Assista à coletiva na íntegra no vídeo acima)

“Lamento todos óbitos. Cada um. Cada óbito é uma dor para a família. E nós, desde o começo, o governo federal teve coragem de falar em tratamento precoce. Como está sendo conduzida essa questão, parece que é melhor se tratar com jornalistas do que com médicos”.

Durante agenda oficial, Jair Bolsonaro participou da formatura de 281 sargentos na Escola de Especialistas de Aeronáutica de Guaratinguetá. Depois, foi até uma UPA (Unidade de Pronto-Atendimento), onde concedeu a coletiva.

Questionado sobre o fato de não ter usado máscara enquanto falava com apoiadores na chegada ao município, Bolsonaro ofendeu a repórter.

“Eu chego como eu quiser, onde eu quiser, eu cuido da minha vida. Estou sem máscara em Guaratinguetá. Está feliz agora? Vocês fazem um jornalismo canalha que não ajuda em nada (…) Você tinha que ter vergonha na cara pelo serviço porco que você presta”, disse a uma repórter da Rede Vanguarda, afiliada da Rede Globo no Vale do Paraíba.

Bem irritado, o presidente também mandou a repórter "calar a boca", em um momento que tentou interrompê-lo.

Após a visita, Jair Bolsonaro retornou à Brasília onde cumpriu agenda oficial durante a tarde. 

A Rede Vanguarda emitiu uma nota nas redes sociais em que se “solidariza com a repórter Laurene Santos” e “repudia a postura do presidente Jair Bolsonaro”

  • Jair Bolsonaro
  • Guaratinguetá