Band Vale

Roger Abdelmassih retorna a presídio de Tremembé, após ter prisão domiciliar revogada

Condenado a 173 anos de prisão, ex-médico segue com vai e vem do presídio em Tremembé

Redação Band Vale 31/07/2021 • 00:51 - Atualizado em 31/07/2021 • 09:46
Roger Abdelmassih está preso na PII de Tremembé
Roger Abdelmassih está preso na PII de Tremembé
Rauston Naves/Vale Urgente

Condenado a 173 anos de prisão por estupro de pacientes, o ex-médico Roger Abdelmassih retornou na noite desta sexta-feira à Penitenciária Dr. José Augusto Salgado, a PII de Tremembé. As informações são de Rauston Naves, do Vale Urgente.

Abdelmassih deu entrada no presídio por volta das 19h50, segundo nota enviada pela SAP (Secretaria de Administração Penitenciária).

Abdelmassih cumpria prisão domiciliar desde maio alegando questões de saúde. Mas a questão jurídica se arrasta há muito mais tempo, já que a defesa do condenado alega que os cuidados de saúde do médico, condenado por estuprar dezenas de pacientes, não são possíveis no hospital penitenciário de Tremembé.

O Ministério Público alega que não há nenhum cuidado de saúde que o hospital penitenciário de Tremembé não consiga suprir.

Roger Abdelmassih foi condenado a 181 anos de prisão por estuprar pacientes em sua clínica de reprodução humana. Ele seguiu foragido após a condenação até ser preso em 2014 no Paraguai.

Transferido para Tremembé, em presídio onde ficam presos condenados por casos de notoriedade em São Paulo, ele, desde 2016 deixou o presídio e voltou a ele várias vezes por questões de saúde.

  • Tremembé
  • Roger Abdelmassih