BandNews FM

Anvisa recebe pedido para testes em humanos da vacina da UFMG contra Covid-19

Se a documentação do imunizante estiver completa, o prazo de resposta da agência é de 72 horas

31/07/2021 • 15:06 - Atualizado em 31/07/2021 • 15:06
Imunizante contra Covid-19 produzido pela Universidade Federal de Minas Gerais
Imunizante contra Covid-19 produzido pela Universidade Federal de Minas Gerais
Foto: Acervo/Universidade Federal de Minas Gerais

A Anvisa deve responder nos próximos dias o pedido para a realização de testes em humanos da vacina contra a Covid-19 desenvolvida pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), a SpiNTec. O imunizante foi produzido pela equipe do CTVACINAS em parceria com a universidade e a Fundação Ezequiel Dias (Funed).

Segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a solicitação de autorização para os estudos fase 1 e 2 do imunizante chegou nessa sexta-feira (30).

A análise do pedido vai considerar a proposta de estudo, o número de participantes e os dados de segurança obtidos na fase pré-clínica, realizada em laboratório e em animais.

Antes do pedido formal, os desenvolvedores do imunizante já haviam se reunido com a Anvisa para esclarecimentos prévios.

Na última reunião, realizada no dia 14 de junho, foram esclarecidos o andamento dos testes e regulamentações para a aprovação da pesquisa clínica.

Segundo a Anvisa, o prazo médio de resposta para esse tipo de solicitação, se a documentação estiver completa, é de 72 horas.

Até o momento, o Brasil utiliza na vacinação da população os imunizantes da Pfizer/BioNTech, CoronaVac do Instituto Butantan, Janssen da Johnson & Johnson e Oxford/AstraZeneca.

  • Vacina
  • Covid-19
  • Coronavírus
  • Minas gerais