BandNews FM

BH avança na vacinação do grupo com 30 anos e Betim já imuniza adolescentes

Diferenças na vacinação em cidades próximas confunde campanha de imunização

09/08/2021 • 14:07
O imunizante aplicado é o da Pfizer, único autorizado para esta faixa etária.
O imunizante aplicado é o da Pfizer, único autorizado para esta faixa etária.
Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

A prefeita de Belo Horizonte aplica, nesta segunda-feira (09), a 2ª dose da vacina contra a Covid-19 em pessoas com comorbidades e que têm entre 18 anos e 33 anos. Também são imunizadas as pessoas com comorbidades, deficiência permanente, síndrome de Down, grávidas e puérperas que ainda não puderam tomar o reforço da vacinação. Não haverá, desta vez, divisão do público entre homens e mulheres.

Já em Betim, na região metropolitana de BH, os adolescentes de 12 a 17 anos com deficiência permanente ou comorbidades são vacinados nesta segunda (09). Em junho, a cidade tinha começado a imunizar todos os moradores nessa idade, mas a medida foi suspensa por decisão judicial, para que fossem priorizados os grupos prioritários. Agora, a prefeitura alega que os adolescentes com as comorbidades listadas no plano nacional de imunização foram incluídos entre as prioridades.

O imunizante aplicado é o da Pfizer, único autorizado para esta faixa etária. As adolescentes grávidas, lactantes ou mães de recém-nascidos também vão ser vacinadas. A estimativa é de que 2300 pessoas integrem esses grupos.