Notícias

Bolsonaro volta a defender voto impresso e levanta suspeitas sobre a eleição de 2022

Presidente fez uma transmissão na internet e subiu o tom em diferentes assuntos polêmicos

BandNews FM 06/05/2021 • 23:17
Bolsonaro defende voto imprenso e diz que eleição de 2022 está em risco
Bolsonaro defende voto imprenso e diz que eleição de 2022 está em risco
Foto: reprodução/Youtube

O Presidente Jair Bolsonaro voltou a criticar as políticas de isolamento social adotadas por Estados e Municípios para evitar as contaminações pelo coronavírus. Bolsonaro também falou que sem o voto impresso, a eleição de 2022 pode não acontecer.

Em uma transmissão na internet, na noite desta quinta-feira (06), o chefe do Executivo disse que a população precisa ter garantido o direito de ir e vir, e que tudo está definido no artigo 5° da Constituição.

Em um recado direto ao Supremo Tribunal Federal, Bolsonaro disse que se for o caso vai baixar o decreto para garantir que a população tenha livre circulação.

Em outro momento, em tom de ameaça, Bolsonaro defendeu o voto impresso no processo eleitoral de 2022.

Ele afirmou que sem o voto impresso, a próxima eleição presidencial pode ser comprometida.

Bolsonaro apelou aos parlamentares do Congresso Nacional, para que aprovem e promulguem a PEC do voto impresso e auditável.

Uma decisão do STF já foi contra a impressão dos votos, já que poderia gerar insegurança jurídica com relação aos processos eleitorais do Brasil.

Especialistas também indicam que o voto impresso pode levar a coações no momento da votação, principalmente em territórios dominados por milicianos e traficantes.

O presidente voltou a criticar a imprensa na transmissão online e defendeu, novamente, o uso de medicamentos sem eficácia comprovada contra a Covid-19.

  • Bolsonaro
  • presidente
  • voto impresso