BandNews FM

Chuva atrapalha buscas em Pernambuco; 106 morreram e 10 seguem desaparecidos

Mais de 6 mil pessoas estão desabrigadas

BandNews FM 31/05/2022 • 11:32 - Atualizado em 31/05/2022 • 16:29
Mais de 6 mil pessoas estão desabrigadas
Mais de 6 mil pessoas estão desabrigadas
Foto: Renan Sukevicius/BandNews FM

Homens do Corpo de Bombeiros, da Defesa Civil e do Exército entram no quarto dia de trabalhos na busca por vítimas dos deslizamentos de terra em Pernambuco. Nesta terça-feira (31), ainda há previsão de chuva para o Recife e na região metropolitana, o que atrasa e dificulta a busca por desaparecidos.

De acordo com o último boletim divulgado, são 106 mortos e 10 desaparecidos. 

Mais de 6 mil pessoas estão desabrigadas e escolas são usadas como pontos de abrigo.

Os trabalhos de busca e salvamento foram retomados por volta das 07h e segue em sete pontos do Recife, Olinda, Camaragibe, Jaboatão dos Guararapes e Paulista.

O repórter da BandNews FM Renan Sukevicius acompanhou a situação no bairro Jardim Monte Verde, ponto mais afetado pelas chuvas, e descreveu que várias residências estão abandonadas e outras são apenas destroços após a passagem do forte volume de água. Em entrevista a Renan, um morador afirmou estar há três dias procurando pelo amigo e que nunca viu cena parecida no estado.

Pelo menos 14 cidades pernambucanas declararam estado de emergência e a previsão de chuva na região continua pelo menos até sábado.

A operação de busca e salvamento conta com 198 bombeiros de Pernambuco, além de 26 bombeiros de Minas Gerais, Paraíba e Rio Grande do Norte, 100 guardas municipais, 60 militares do Exército, 22 oficiais da Marinha e 25 funcionários da limpeza urbana.

A Prefeitura do Recife suspendeu nesta segunda-feira (30) as festividades juninas para disponibilizar mais recursos para diminuir os impactos da tragédia. O dinheiro que seria utilizado no evento, quase R$ 15 milhões, será destinado para atendimentos às vítimas.

“Estamos trabalhando com força total, mobilizando os recursos disponíveis, buscando profissionais de vários estados do Brasil com especialidade em resgate em áreas de deslizamentos, além de suporte às áreas atingidas por terra, água e ar”, afirmou o secretário de Defesa Social, Humberto Freire.