BandNews FM

PF investiga desvio de R$ 2,5 milhões no antigo Ministério do Trabalho

A investigação faz parte da Operação Registro Espúrio, iniciada em 2018

22/06/2021 • 15:38 - Atualizado em 22/06/2021 • 16:21
PF investiga desvio de R$ 2,5 milhões em Operação Registro Espúrio
PF investiga desvio de R$ 2,5 milhões em Operação Registro Espúrio
Foto: Arquivo Agência Brasil/ José Cruz

Quatro mandados de busca e apreensão foram cumpridos nesta terça-feira (22) em um desdobramento da operação Registro Espúrio.

A ação investiga crimes de ocultação de bens e valores obtidos através de lucros vindos de fraudes em restituições de contribuição sindical.

Até então, é apurado o desvio de cerca de R$ 2,5 milhões do antigo Ministério do Trabalho, feitos por apenas um único representante sindical, que também teria usado a companheira para ocultar bens e valores.

Os deputados Paulinho da Força (Solidariedade SP), Jovair Arantes (PTB- GO) e Wilson Filho (PTB – PA) foram alvos de buscas em seus gabinetes.

Buscas na Força Sindical e na UGT, em São Paulo, também ocorreram.

Os envolvidos vão responder pelo crime de lavagem de dinheiro, com pena que pode chegar a 10 anos de prisão.

O Ministério do Trabalho foi incorporado no Ministério da Economia no governo Bolsonaro.

A Operação foi deflagrada em 2018 com o objetivo de investigar uma organização criminosa de políticos e servidores por cometerem supostas fraudes na concessão de registros de sindicatos pelo Ministério do Trabalho.