BandNews FM

Polícia prende procurador que agrediu colega de trabalho

Demétrius de Macedo foi encontrado em uma clínica médica; ele era considerado foragido após a Justiça decretar a prisão preventiva do acusado

BandNews FM 23/06/2022 • 11:15 - Atualizado em 23/06/2022 • 11:22
Gabriela Samadello foi atacada a socos e chutes pelo colega de trabalho.
Gabriela Samadello foi atacada a socos e chutes pelo colega de trabalho.
Foto: Reprodução

A Polícia Civil de São Paulo prendeu nesta quinta-feira (23) o procurador Demétrius Oliveira de Macedo, acusado de agredir a procuradora-geral de Registro, Gabriela Samadello Monteiro de Barros. Ele foi encontrado em uma clínica médica na cidade de Itapecerica da Serra, na Grande São Paulo. Policiais procuravam pelo homem desde que a Justiça decretou a prisão preventiva dele na tarde de quarta-feira (22);

Demétrius agrediu a chefe da Procuradoria do município no interior de São Paulo por estar descontente com um processo por mal comportamento no ambiente de trabalho aberto contra ele.

O procurador foi afastado do cargo e está com o salário suspenso.

A prisão foi anunciada pelo governador de São Paulo, Rodrigo Garcia, do PSDB. Pelo Twitter, o político disse: “Que a Justiça faça a sua parte agora e use contra ele todo o peso da lei. Agressor de mulher vai pra cadeia aqui em SP. Denuncie sempre”.

Ainda não há informações sobre quando o acusado vai passar por audiência de custódia ou será apresentado oficialmente à Justiça.

O delegado Daniel Vaz Rocha, que atuou no cargo, disse que Macedo solto apresentava sérios riscos às mulheres no ambiente de trabalho: “expõe perigo a vida delas, e consequentemente, a ordem pública”.

Gabriela Samadello foi atacada a socos e chutes pelo colega de trabalho na segunda-feira (20) dentro da prefeitura. A ação foi filmada por uma funcionária.

O procurador já havia sido ouvido anteriormente pela Polícia Civil e liberado em seguida. O delegado Fernando Carvalho Gregório justificou dizendo que “não havia situação de flagrante”.