BandNews FM

Salvador tem multidão procurando cadastramento para o Auxílio Brasil

Pagamento começa nesta quarta-feira e procura por atendimento na agência que faz o cadastramento da população amanheceu lotada na capital baiana

BandNews FM 17/11/2021 • 09:16 - Atualizado em 26/11/2021 • 00:30
Centenas de baianos amanheceram na fila do CadÚnico para tentar entrar na fila do Auxílio Brasil.
Centenas de baianos amanheceram na fila do CadÚnico para tentar entrar na fila do Auxílio Brasil.
Foto: BandNews FM Salvador

No dia do início do pagamento do Auxílio Brasil, Salvador tem mais um dia de filas para a atualização dos dados no Cadastro Único dos Programas Sociais. Nesta quarta-feira (17), centenas de pessoas se amontoam em frente à Secretaria de Promoção Social, no bairro do Comércio, onde é possível atualizar o CadÚnico. Muitos estão no local desde a madrugada.

A Caixa Econômica afirma que não há motivos para correria e que todos os beneficiários que recebiam o Bolsa Família serão migrados para o Auxílio Brasil. No entanto, quem recebeu o Auxílio Emergencial, mas não recebia Bolsa Família, não está automaticamente incluído no Auxílio Brasil e precisa regularizar o CadÚnico para poder receber o auxílio no futuro, caso se enquadre nas regras do programa. 

A movimentação aumentou nas últimas semanas após o anúncio do novo programa do Governo Federal. 

Nesta quarta, recebem os beneficiários quem tem o NIS (Número de Identificação Social) terminado em 1. O calendário de novembro continua até o dia 30, quando os beneficiários com NIS terminado em 0 terão acesso ao dinheiro.

O valor médio do benefício nessa rodada vai ser de R$ 217,18.

O novo programa social é destinado a famílias em situação de pobreza (até R$200 per capta) e extrema pobreza (até R$100) inscritas no CadÚnico. 

Cerca de 40 mil pessoas precisam fazer o recadastramento do Cadastro Único na capital baiana.

Filas pontuais nos postos de atendimento também são observadas no Rio de Janeiro.