BandNews FM

Servidores do Inep são exonerados às vésperas do Enem

Funcionários reclamaram da fragilidade técnica e administrativa da atual gestão do órgão

BandNews FM 08/11/2021 • 18:19 - Atualizado em 08/11/2021 • 20:19
Os funcionários afirmaram que a decisão não se trata de posição ideológica ou de cunho sindical.
Os funcionários afirmaram que a decisão não se trata de posição ideológica ou de cunho sindical.
Marcello Casal Jr / Agência Brasil

Nesta segunda-feira (08), coordenadores do ENEM pediram demissão coletiva em resposta ao que classificam de “má gestão do Inep”, órgão do Ministério da Educação responsável pela aplicação de todos os exames públicos no Brasil.

No pedido, os funcionários alegam a situação sistêmica do órgão e a fragilidade técnica e administrativa da atual gestão do INEP.

Além disso, afirmam que a decisão não se trata de posição ideológica ou de cunho sindical.

De acordo com o comunicado da associação, os funcionários ocupam posições de gestão e assessoramento. Por esse motivo, a Assinep lamenta profundamente que a situação tenha chegado a esse ponto.

Segundo a Associação, isso ocorreu por causa da postura da atual Presidência do INEP mas que, mesmo assim, os servidores vão continuar trabalhando para que as entregas sejam realizadas.

A Assinep ainda reafirmou a necessidade de atuação urgente do Ministério da Educação e do Governo Federal no sentido de equacionar a situação.

Até agora, 31 servidores do Inep pediram demissão apenas nesta segunda-feira. No total, foram 33 pedidos de desligamento nas últimas semanas.

O ministro da Educação, Milton Ribeiro, no entanto, garantiu que o Exame Nacional do Ensino Médio de 2021, marcado para os dias 21 e 28 de novembro, “está mantido”.