BandNews FM Rio de Janeiro

Ministério da Saúde lança mapa de iniciativas populares nas periferias

O Mapa de Potencialidades das Periferias reúne informações de mais de 10 mil comunidades urbanas do Brasil

Por Guilherme Veiga (sob supervisão)

Ministério da Saúde lança mapa de iniciativas populares nas periferias
Agência Gov

As principais favelas da cidade do Rio possuem baixa potencialidade para empreendimentos periféricos nas áreas de saúde. A informação faz parte de um levantamento realizado pelo Ministério da Saúde e a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

O Mapa de Potencialidades das Periferias reúne informações de mais de 10 mil comunidades urbanas do Brasil e permite que os usuários encontrem empreendimentos nas áreas de saúde, assistência social, educação e outros. A plataforma interativa vai ser lançada neste sábado (22).

Segundo a pesquisa, a Rocinha, na Zona Sul do Rio, possui maior potencialidade, de 26%, para a área de cultura. Já a saúde registra índice de 3%.

No Parque União, na Zona Norte, a cultura também lidera com 20%, seguida por educação, com 18%. A área de saúde ficou com apenas 2%.

O cenário é parecido na Vila Vintém, na Zona Oeste, onde a potencialidade para a saúde aparece com 3%.

Até domingo (23), o Ministério da Saúde, a Fiocruz e a Secretaria Nacional de Periferias do Ministério das Cidade promovem o Primeiro Encontro Nacional de Observatórios de Saúde nos Territórios de Periferia. O objetivo do evento é criar um espaço de debate entre associações e organizações não-governamentais que atuam nas periferias e favelas, visando melhorar o planejamento e a execução das ações de saúde nas áreas.

Tópicos relacionados

Mais notícias

Carregar mais