Entretenimento

Após polêmica, RBD ganha prêmio Lo Nuestro, mas fica sem lugar para sentar

Os artistas venceram o troféu de "Grupo do Ano - Pop" e não puderam ficar no evento para receber; eles desabafaram nas redes sociais

Da Redação

Após polêmica, RBD ganha prêmio Lo Nuestro, mas fica sem lugar para sentar
Christian Chávez e Christopher von Uckemann
Reprodução/ Instagram

Christian Chávez e Christopher von Uckemann, integrantes do grupo RBD, foram barrados na porta do Prêmio Lo Nuestro 2024, uma cerimônia de premiação da música latina, que aconteceu nesta quinta-feira (22) em Miami, nos Estados Unidos. 

A banda mexicana concorreu em duas categorias da honraria: o troféu de “Turnê do Ano”, tendo como concorrentes nomes como Karol G, Rauw Alejandro e Luis Miguel e o título de “Grupo ou Duo do Ano – Pop”. 

Os artistas venceram o troféu de "Grupo do Ano - Pop". Contudo, apesar de convidados, a dupla, que foi para representar a banda,  ficou sem lugar para sentar quando chegou no evento e foi embora. Eles usaram as redes sociais para explicar aos fãs a ausência: 

"Olá a todos os seguidores! Bem, aqui estamos, saímos do Prêmio Lo Nuestro, não estaremos com vocês, porque nos deram os convites errados e, aparentemente, não havia mais mesas. Isso é algo que me surpreende um pouco, me parece uma organização estranha. Os indicados [ao prêmio] não puderam entrar no evento, porque não possuíam os ingressos", disse Christopher Uckermann.

Christopher contou que eles foram até Miami especialmente para a premiação, e apesar de reclamar da organização do evento, agradeceu o público que votou: 

"Queremos dizer a todos e agradecer a todos os seguidores, ao nível mundial, que nos dói muito ter vindo até Miami e, aparentemente, eles não terem nossos lugares. Nos dói, em nome do RBD, mas somos maiores do que isso", disse o artista.

O evento, contou inclusive com a participação das brasileiras, Anitta, Ludmilla e Luísa Sonza.

Marido de Anahí desviou dinheiro da turnê do RBD, denuncia jornalista mexicano

Uma notícia caiu como uma bomba para os fãs do RBD na última quarta-feira (21). De acordo com o jornalista Javier Ceriani, apresentador do programa ‘Chisme No Like’, no México, o marido de Anahí participou de um roubo milionário aos cofres da ‘Soy Rebelde Tour’ - turnê de reencontro do RBD que rodou o mundo e atraiu milhares de fãs.  

Segundo a publicação, tanto Manuel Velasco, marido de Anahí, quanto o ex-empresário do grupo, Guillermo Rosas, roubaram milhões de dólares da turnê do RBD. No programa, que é exibido na internet, o apresentador ainda afirmou que a cantora sabia que o marido estava desviando dinheiro dos shows.

Javier Ceriani afirmou que, segundo suas fontes, a desconfiança de que havia um roubo acontecendo aos cofres começou ainda durante a turnê - que passou pelo Brasil em novembro de 2023. Ele disse que dois dos integrantes do grupo se uniram para começar uma investigação sobre o faturamento dos shows e o movimento logo atraiu os demais integrantes do RBD.

Manuel Velasco, o marido de Anahí, é senador. Conforme a denúncia de Javier Ceriani, parte da fortuna roubada nos shows do RBD está sendo usada para financiar a campanha de Velasco, que é pré-candidato à presidência do México. Os integrantes da banda não se manifestaram. No entanto, os fãs da bandam acusam o jornalista de espalhar fake news há anos. 

Tópicos relacionados

Mais notícias

Carregar mais