Carnaval

Em desfile sobre yanomamis, Davi Kopenawa cobra governo: "Não cruzar os braços"

Líder indígena fala sobre importância em unir povos para lutar contra injustiças

Por Romulo Tesi

Topo

Uma das mais importantes lideranças yanomami, Davi Kopenawa participa do desfile da Acadêmicos no Salgueira que homenageia o povo indígena nesta segunda-feira (12) na Marquês de Sapucaí. Em entrevista ao Band.com.br, o escritor e xamã cobrou ajuda do governo federal às invasões de garimpeiros que têm ocorrido em territórios de seu povo. 

“O governo federal tem que tirar dinheiro, mandar o exército, junto da Funai. O ministério dos povos indígenas não pode ficar de braços cruzados não. O povo yanomami é reconhecido no Brasil e fora, cuidamos da alma da floresta para se viver bem”, expressou ele.

Eu queria que as autoridades tomassem as providências, tirassem invasores de nossas terras. Isso é urgente.

Kopenawa ainda falou sobre a importância que enxerga no enrado da Salgueiro, que fala justamente sobre uma união de povos.

“O homem branco escuta, mas não fica preocupado. Por isso que precisamos encontrar uma aliança dos yanomami, os negros e outros povos, para pressionar quem está nos maltratando. Estão destruindo a natureza, sujando a água, matando o meu parente com arma de fogo. Isso é crime”, destacou.