Carnaval

Entenda a polêmica de cantor que pediu para homens não se beijarem em Salvador

Davison Nascimento, vocalista da banda "Oh Polêmico", foi notificado para prestar esclarecimento sobre suposta frasa homofóbica; veja o que ele disse

Da redação

Davison Nascimento, vocalista da banda Oh Polêmico
Davison Nascimento, vocalista da banda Oh Polêmico
Reprodução/Instagram @ohpolemicooficial
Topo

A banda "Oh Polêmico" e o vocalista Davison Nascimento foram notificados pelo Ministério Público da Bahia (MPBA) para que esclareçam uma fala considerada homofóbica durante apresentação nesta sexta-feira (9) no circuito Dodô (Barra-Ondina), no Carnaval de Salvador (assista abaixo).

"Fazendo uma festa da p**** e um bocado de homem se beijando, véi. Feião isso aí, véi. Vai curtir o bloco, p*****! Cheio de mulher aí, pô”, diz Davison em vídeo divulgado nas redes sociais.

A notificação foi realizada nesta segunda-feira (11) e o grupo e vocalista tem até 24h para prestar esclarecimentos ao MPBA. 

Em vídeo publicado na internet, o cantor disse que usou "beijando" como gíria, para dizer que homens estavam brigando.

Segundo ele, a fala foi uma tentativa de apartar uma briga e convencer os foliões a curtir a festa. Ele acrescentou que não é homofóbico e que "superapoia a comunidade LGBT".

"Tá rolando muita briga na barra, muita covardia", afirmou. "Muita gente, entendeu de forma errada, tá pegando tá usando de forma errada".

Popularidade na internet

  • Nascida em Salvador, a banda de pagode baiano está desde 2021 no YouTube, onde reúne mais de 289 milhões de visualizações nos clipes e faixas.
  • O grupo é atração recorrente em grandes festas da capital baiana e outras pelo estado, como a Salvador Fest e o São João.
  • No ano passado, o grupo alcançou 58,1 milhões de streamings e 8 milhões de ouvintes no Spotify.
  • Davison também é conhecido como Polly, por conta do nome da banda.

Nota do MPBA

O Ministério Público estadual notificou hoje, dia 11, a banda “Oh Polêmico” e o seu vocalista Davison Nascimento para que esclareça, no prazo de 24h, a fala supostamente homofóbica proferida sobre o trio elétrico no circuito Dodô, conforme se verifica em vídeo divulgado nas redes sociais, durante sua apresentação no carnaval de Salvador.  

Em sua apresentação, na última sexta-feira, dia 9, o cantor teria parado o trio para supostamente criticar homens que estariam se beijando durante a festa.

Tópicos relacionados