Melhor da Tarde

Caso Henry: babá chorou ao ser questionada após mentir em depoimento

Thayná de Oliveira mentiu à polícia em um primeiro momento sobre agressões ao menino

Da Redação, com Melhor da Tarde 14/04/2021 • 04:03 - Atualizado em 14/04/2021 • 14:07

A advogada Priscila Senna, defensora da babá Thayná de Oliveira, conversou com a apresentadora Catia Fonseca no Melhor da Tarde desta terça-feira, 13, para falar sobre o novo depoimento dado por sua cliente à polícia. 

"Me perdoe, mas eu vim consertar o meu primeiro depoimento", teria dito a babá de Henry Borel ao delegado do caso. “Eu acredito que diante desse clamor todo ela acabou sentindo na pele o erro que ela cometeu. Ela acabou voltando toda a população contra ela", comentou Priscila.

Me perdoe, mas eu vim consertar o meu primeiro depoimento

“Não havia necessidade de ter feito o depoimento que ela fez na primeira vez e ter passado por todo esse constrangimento, em decorrência de uma atitude que ela mesma cometeu. Independente de tudo, ela fez agora o que ela deveria ter feito antes. Pelo menos fez”, completou.

Segundo Priscila, Thayná tentou das formas que achou possível evitar que Henry sofresse agressões por parte do Dr. Jairinho. “Ela não poderia ter evitado a morte da criança. Ela tentou evitar que algumas agressões fossem sucessivas”, defendeu. Já Catia Fonseca acredita que a babá deveria ter denunciado o vereador ao Disque Denúncia no número 181. 

Suspeitos pela morte do menino Henry, de quatro anos, Monique Medeiros e o vereador Dr. Jairinho estão presos e tiveram o habeas corpus negados pela Justiça do Rio de Janeiro. Na decisão, o desembargador Joaquim Domingos de Almeida disse que o pedido da defesa não trazia argumento e provas suficientes para a soltura do casal.

  • melhor da tarde
  • caso henry
  • babá
  • depoimento
  • thayná oliveira