Melhor da Tarde

Saiba o que Nego do Borel disse em depoimento à polícia do Rio de Janeiro

Cantor prestou declarações sobre seu sumiço após ser encontrado em um motel em Vila Isabel

Da Redação, com Melhor da Tarde 05/10/2021 • 17:41 - Atualizado em 05/10/2021 • 19:05

O Melhor da Tarde desta terça-feira, 5, teve acesso ao depoimento prestado por Nego do Borel à polícia do Rio de Janeiro. No documento, o funkeiro explica onde esteve nos últimos dois dias e o motivo que o levou a se isolar e a ficar sozinho.

“Comparece nesta especializada para prestar declarações sobre seu desaparecimento. O declarante esclarece que na data de ontem saiu de sua residência, situada no Recreio dos Bandeirantes, por volta das 11 da manhã, pois iria para o estado de São Paulo conduzindo seu veículo”, diz o texto. 

“Ele iria encontrar-se com amigos no estado de São Paulo. Ele desejava ficar sozinho para pensar sobre o momento delicado em que vive em sua vida pessoal e profissional. Ele declarou também que, por não estar emocionalmente equilibrado, o declarante decidiu se isolar em um motel no bairro de Vila Isabel”, continua.

“O declarante entrou sozinho e permaneceu sozinho no motel. O declarante tomou quatro comprimidos de Dramin para dormir e não ligou mais seu telefone. Por volta das 21 horas, o declarante saiu do motel e se dirigiu a praia, em frente ao posto 2, na Barra da Tijuca, onde permaneceu até às 11 da noite”, afirma o documento.

Nego do Borel escreveu mensagens a amigos e familiares antes de sumiço

“A ideia do declarante era retornar para sua residência, mas resolveu retornar para o motel onde permaneceu até meio-dia do dia de hoje, quando foi acordado pela gerência do motel, em razão da presença da equipe do DDPA. O declarante esclarece que não esteve, em nenhum momento, acompanhado de ninguém, pois desejava permanecer sozinho para pensar em sua vida”, completa.

“Esclarece que escolheu ir para o motel por ser próximo ao Morro do Borel, localidade onde foi criado. O declarante conhece bem a área por ter sido criado nesse bairro e já frequentou esse motel em outras oportunidades. Disse também que não avisou a sua mãe, pois não tinha noção da repercussão do seu isolamento. E que nada mais disse”, finaliza.

Nego do Borel faz gesto obsceno ao chegar em delegacia para depor; assista

Entenda o caso

A Polícia Civil do Rio de Janeiro registrou o desaparecimento do cantor na noite de segunda-feira, 4. A mãe de Nego do Borel procurou a delegacia do Recreio, na zona oeste da cidade. 

O funkeiro, segundo o registro de ocorrência, se despediu da mãe durante a manhã, avisando que sairia de casa. Aos prantos, ele disse que a amava e pediu que ela não o impedisse de fazer o que gostaria.

Segundo o relato da mãe aos policiais, o cantor ligou para um de seus assessores agradecendo por tudo, em tom de despedida. De acordo com o boletim de ocorrência, Nego do Borel estava incomunicável. O caso foi encaminhado para a Delegacia de Descoberta de Paradeiros.

A Polícia Civil chegou a enviar equipes para Itacuruçá, distrito de Mangaratiba, na Costa Verde do estado, onde o cantor teria sido visto.

Após sumiço, Nego do Borel justifica: “Queria me isolar”