Esportes

Cria do Furacão, Matheus Rossetto exalta competitividade da MLS: "cada jogo é uma pedreira"

Volante defende o Altanta United, time que tem o Mercedes-Benz Stadium como casa

Juliana Yamaoka 22/10/2021 • 10:59
Matheus Rossetto jogou durante 10 temporadas no Athlético Paranaense. Foram 113 jogos no profissional e nove gols marcados.
Matheus Rossetto jogou durante 10 temporadas no Athlético Paranaense. Foram 113 jogos no profissional e nove gols marcados.
Crédito: divulgação pessoal

Depois de ter defendido o Athlético Paranaense em dez temporadas, Matheus Rossetto foi vendido no começo do ano passado ao Atlanta United, dos Estados Unidos, campeão nacional de 2018.

A casa do time é uma das arenas mais modernas do mundo, o Mercedes-Benz Stadium, que custou quase R$ 5 bilhões e também é utilizado pelo Atlanta Falcons, equipe da NFL.

Há mais de um ano e meio em solo americano, o volante Matheus Rossetto ressalta o nível de competitividade da Major League Soccer.

“Me surpreendeu. Não pensei que fosse tão competitivo. Acho que é mais do que no Brasil. Cada jogo é uma pedreira e a torcida de todos os times incentivam a todo momento”, explica.

Matheus Rossetto já foi treinado por nomes importantes do futebol como o Frank de Boer, Stephen Glass, Gabriel Heinze, Rob Valentino e agora o mexicano Gonzalo Pineda.

Capital do Estado da Georgia, Atlanta é um polo econômico cultural importante no país e foi sede dos Jogos Olímpicos de 1996. O jogador gosta de curtir o tempo livre com os amigos nos principais pontos turísticos da cidade.

Na última rodada da MLS, o Altanta United ficou no empate por 1 a 1 diante do New York City, em casa, e seguem dentro da zona de classificação aos playoffs da Conferência Leste.

Confira a reportagem para o quadro Brasil Afora: