Esportes

CT do Flamengo tem policiamento reforçado após cancelamento de reunião

Jogadores e líderes das torcidas organizadas teriam conversa sobre momento do clube

Thatiana Tavares 07/04/2022 • 11:40 - Atualizado em 07/04/2022 • 14:47
Viatura da polícia militar do Rio de Janeiro na entrada do CT do Flamengo
Viatura da polícia militar do Rio de Janeiro na entrada do CT do Flamengo
Thatiana Tavares / Band.com.br

O policiamento foi reforçado no CT do Flamengo na manhã desta quinta-feira (7), após o vice-presidente de futebol do clube, Marcos Braz, desmarcar a reunião entre líderes de torcidas organizadas com alguns jogadores do elenco rubro-negro.

Dentre os jogadores escolhidos para conversar com os torcedores, estariam o atacante Gabigol, o zagueiro David Luiz e Diego Ribas.

O encontro, que havia sido marcado e anunciado pelo próprio Marcos Braz, foi cancelado após o dirigente sofrer pressão interna de grupos políticos e alguns jogadores demonstrarem insatisfação com a situação.

Na quarta (6), Braz também desmarcou uma reunião com o conselho diretor rubro-negro, aonde deveria prestar esclarecimentos sobre problemas no departamento de futebol.

Apesar de a reunião com os torcedores ter sido cancelada, ela deve acontecer em um outro momento, com a presença do presidente Rodolfo Landim, que está fora do Brasil.

Insatisfação do elenco com Paulo Sousa

Em meio ao momento ruim vivido pelo Flamengo dentro de campo, o clube tem que lidar com a insatisfação de alguns atletas com o trabalho realizado pelo treinador português Paulo Sousa. Algumas das reclamações de deve pelo fato de não ter um time titular definido e utilizar jogadores fora de suas posições de origem. Em 15 jogos na temporada, Paulo Sousa utilizou 14 escalações diferentes.

Em 2022, o Flamengo acumula dois vice-campeonatos. A Supercopa do Brasil, nos pênaltis, para o Atlético Mineiro, e o Campeonato Carioca, para o Fluminense