Esportes

Denílson questiona Felipe Melo e diz que Palmeiras tem que aguentar zoação

Da Redação, com Jogo Aberto 28/09/2020 • 12:43 - Atualizado em 28/09/2020 • 12:45
Felipe Melo em lance contra Lincoln
Felipe Melo em lance contra Lincoln
Alexandre Vidal/Flamengo

Apesar da guerra de liminares, mesmo minutos antes da hora marcada, teve jogo no Allianz Parque. E o Palmeiras, que insistiu para a partida contra o Flamengo acontecer, não saiu de um empate com os jovens rubro-negros no último domingo, 27. Depois da partida, Felipe Melo, ao explicar o tropeço, citou a incerteza sobre a realização do jogo como fator desestabilizador para o Verdão. “Mexe com a nossa cabeça, não é um jogo normal”, declarou o volante. No Jogo Aberto desta segunda, 28, Denílson questionou a declaração.

Para o comentarista, a indefinição mexe com a cabeça dos jovens do Flamengo, e não deveria desestabilizar os jogadores experientes do Palmeiras.

Veja também:

Presidente de sindicato desabafa após Palmeiras x Flamengo: 'vergonhoso'

Túlio diz que talvez tenha errado contagem de gols

“[A delegação do Flamengo] Vai para o ônibus, desce do ônibus, vem para São Paulo sem saber se vai jogar. Estou na concentração, imaginando o que quero fazer, é minha oportunidade. ‘Poxa, não vai ter jogo. Agora vai ter jogo’. Tinha que mexer com a cabeça de um moleque de 18, 19 20 anos, não com a cabeça do Palmeiras, que está estabilizado”, afirmou Denílson.

Segundo informações da Rádio Bandeirantes, o Flamengo chegou ao estádio por volta das 15h40. O Palmeiras já estava no Allianz desde 14h, aproximadamente.

Para Denílson, as provocações de torcedores do Flamengo faz parte do futebol, e cabe ao Palmeiras aturar.

“O Palmeiras não conseguiu jogar bem, não conseguiu superar a vontade dos meninos e tem que aguentar a zoação nas redes sociais”, declarou o comentarista, que não deixou de criticar a bagunça antes da partida. “Foi vergonhoso”, disse.

  • palmeiras
  • flamengo
  • jogo aberto
  • denílson