Esportes

Diego Costa desabafa, culpa jogadores e fala em “falta de humildade” no Botafogo

Empate sem gols com o Cruzeiro em casa acabou com as chances de título do Bota, que chegou a liderar com 13 pontos de vantagem

Da Redação

Diego Costa (à dir.) em ação contra o Cruzeiro: atacante deu entrevista em tom de desabafo
Diego Costa (à dir.) em ação contra o Cruzeiro: atacante deu entrevista em tom de desabafo
Vítor Silva/Botafogo
Topo

O atacante Diego Costa, do Botafogo, admitiu, após o empate com o Cruzeiro neste domingo (3), que uma possível falta de humildade do time pode ter causado a derrocada do Alvinegro no Brasileirão, agora matematicamente sem chances de título. Segundo o jogador, o clima de euforia da torcida chegou ao elenco.

“Esse 'oba oba' do torcedor, que tem esse direito de sonhar, de se iludir, porque, pelo o que nós vínhamos fazendo, era normal que o torcedor estivesse eufórico. Mas nós, dentro, não podíamos ter pegado essa atmosfera de fora”, disse Diego Costa na saída de campo no Nilton Santos, em entrevista ao Premiere.

“Pode ser que da nossa parte tenha faltado um pouco de humildade, de ler o momento de cada jogo, de ler o momento que o clube estava vivendo e deixar o ego de lado para poder conseguir resultados melhores, e isso não aconteceu. Que sirva de aprendizado para todos”, continuou o atacante, que chegou no meio do campeonato ao Botafogo.

Culpados

Diego isentou diretoria e treinadores, e culpou os próprios jogadores pela perda do título do Brasileirão, depois de liderar com 13 pontos de folga.

“Se dá para tirar algo de positivo, é tirar uma lição moral, pessoal, e cada um tem que fazer uma autocrítica. Futebol cobra. Três meses, 10 jogos sem ganhar, não é admissível. Se existe um culpado não é a diretoria, não são os treinadores, e sim nós, jogadores. Tem que assumir a responsabilidade”, afirmou.

O empate sem gols com o Cruzeiro em casa deixou o Botafogo com 64 pontos e em quinto lugar, portanto fora da zona de classificação direta para a fase de grupos da Libertadores.

Para ficar com a vaga no G4, o Bota precisa vencer o Inter no Beira-Rio, na última rodada, e torcer por um tropeço do Grêmio contra o Fluminense.

Tópicos relacionados

Mais notícias

Carregar mais