Esportes

"Eu cresci com aquele estigma de que goleiro negro não é confiável", diz Aranha em entrevista ao Craque Neto

Da Redação 02/03/2021 • 17:33

O apresentador Neto entrevistou o ex-goleiro Aranha, que defendeu grandes equipes como Santos, Palmeiras e Atlético Mineiro, no quadro “10 a 1” do seu canal do YouTube, e o atleta que fez história da Ponte Preta falou sobre o racismo no futebol e as dificuldades no início da carreira.

“Eu cresci com aquele estigma de que goleiro negro não é confiável, que goleiro negro não vinga. E os diretores na minha época, muitos deles tinham isso, muitos treinadores também tinha isso”, disse Aranha no vídeo divulgado nesta terça, 2.

Aranha ainda completou que as dificuldades por conta do preconceito surgiram desde o início - “Primeiro, que para arrumar um teste já era difícil. E aí depois que eu arrumava um teste, demorava muito, falavam ‘vou te avaliar’ e ficavam um mês avaliando. Nisso chegava um outro goleiro, branco, e aí falavam ‘fica esse aqui’ e eu ia embora”, contou o goleiro que foi campeão da Copa do Brasil pelo Palmeiras e da Libertadores pelo Santos.

O ex-goleiro, natural de Pouso Alegre, Minas Gerais, que agora está escrevendo um livro que deve ser lançado ainda no primeiro semestre de 2021, comentou sobre quem acha que só agora algumas situações são consideradas racistas - “As pessoas falam ‘ah, agora tudo é racismo’. Não, sempre foi. É que antes o pessoal deixava para lá e agora não deixam mais. A única mudança, que realmente aconteceu, foi essa”, afirmou Aranha.

  • Os Donos da Bola
  • Palmeiras
  • Santos
  • Craque Neto
  • Futebol
  • Racismo