Esportes

Ex-jogador da NBA morre aos 31 anos após tiroteio nos Estados Unidos

Autor dos disparos foi detido pela polícia, mas não se sabe o motivo

Rodrigo Lima 10/05/2022 • 12:09 - Atualizado em 10/05/2022 • 15:42
Adreian Payne defendeu o Timberwolves por três temporadas
Adreian Payne defendeu o Timberwolves por três temporadas
Divulgação / Minnesota Timberwolves

Ex-jogador da NBA, Adreian Payne foi morto na noite de segunda-feira (9), em Orlando, na Florida, após ser baleado em um tiroteio. Payne chegou a ser levado às pressas ao hospital, mas não resistiu.

O Departamento de Polícia de Orlando ainda não sabe o motivo do tiroteio, mas prendeu um homem que efetuou os disparos e não teve a identidade revelada.

Payne foi draftado pelo Atlanta Hawks em 2014 e teve passagens por Minnesota Timberwolves e Orlando Magic. O jogador se aposentou em 2018, após uma temporada no Panathinaikos, da Grécia.

O Orlando Magic lamentou a morte de seu ex-jogador e expressou condolências aos familiares, assim como outros clubes que Payne defendeu durante a carreira.

“O Orlando Magic está triste ao receber a notícia da trágica morte de Adreian Payne. Os nossos pensamentos e orações estão com sua família durante este momento difícil", publicou a equipe em nota oficial.

“Estamos devastados ao saber da morte de Adreian Payne. Seus familiares e amigos permanecem em nossos pensamentos e orações”, publicou o Timberwolves nas redes sociais. O mesmo foi feito pelo Atlanta Hawks - “Estamos profundamente tristes ao saber do trágico falecimento de Adreian Payne. Nossos pensamentos estão com sua família e amigos neste momento difícil”.