Herói do título da Costa do Marfim na Copa Africana superou câncer no testículo

Atacante do Borussia Dortmund fez o gol da virada da seleção anfitriã contra a Nigéria

Da redação

Topo

A Costa do Marfim venceu a Copa Africana de Nações em sua casa, e o herói da conquista neste domingo (11) foi Sébastien Haller. O atacante do Borussia Dortmund fez o gol da virada por 2 a 1 sobre a Nigéria, aos 36 minutos da etapa final.

O centroavante, que já tinha sido decisivo na semifinal, marca seu nome na história da seleção com uma história de superação incrível.

Em julho de 2022, o atacante de 29 anos foi diagnosticado com um câncer nos testículos em exames médicos no clube alemão. Ele ficou seis meses em tratamento, passando por cirurgia e quimioterapia, e retornou aos gramados em janeiro de 2023.

À época, a notícia chocou bastante. Além de ser algo incomum no meio do futebol, Haller tinha sido contratado pelo Borussia há cerca de um mês para substituir Erling Haaland, astro norueguês que hoje brilha pelo Manchester City.

De volta aos gramados pelo clube alemão, Haller já completou 36 jogos desde então, com 11 gols e três assistências.

O gol decisivo de Haller, que deu o título à Costa do Marfim, também marca uma conquista improvável. A seleção anfitriã, que sofreu sem o atacante na primeira fase, machucado, classificou-se para o mata-mata com a última vaga (quarto melhor terceiro colocado), demitiu o técnico Jean-Louis Gasset no meio da competição e teve de lidar com protestos da torcida.

No mata-mata, porém, a Costa do Marfim cresceu. Eliminou Senegal nas oitavas de final, nos pênaltis, depois superou Mali e RD Congo, nas quartas e semifinal. 

Tópicos relacionados