Esporte

Neymar ou Endrick aos 17 anos? Entenda por que jogadores estão sendo comparados

Redes sociais começaram o debate sobre o início de carreira dos atacantes; veja os números e compare

Da redação

Neymar ou Endrick aos 17 anos? Entenda por que jogadores estão sendo comparados
Endrick e Neymar no início da carreira
Fabio Menotti/Palmeiras e Ricardo Saibun/Santos FC

O jovem Endrick é uma das promessas do futebol brasileiro. O sucesso do atacante do Palmeiras, que já está vendido ao Real Madrid, levou a comparações com uma estrela já consolidada do país: Neymar.

Endrick ou Neymar: afinal, quem foi melhor com 17 anos e sete meses (idade da joia palmeirense)?

A discussão começou recentemente nas redes sociais e ganhou bastante força. Por isso, eles estão sendo bastante comparados, com argumentos de fãs para os dois lados.

Neymar x Endrick aos 17 anos

Neymar

  • 37 jogos (18 como titular)
  • 50,4 minutos por jogo
  • 8 gols
  • 7 assistências
  • Participação em gol a cada 124,3 minutos
  • Um gol marcado a cada 233,1 minutos
  • Nenhum título
  • Nenhuma convocação para a Seleção Brasileira principal

Endrick

  • 62 jogos (36 como titular)
  • 51,3 minutos por jogo
  • 18 gols
  • Nenhuma assistência
  • Um gol marcado a cada 176,8 minutos
  • Quatro títulos (2x Brasileirão, Supercopa do Brasil e Paulistão)
  • Dois jogos pela Seleção Brasileira principal, nenhum gol feito

Conclusões

  • Endrick é mais precoce do que Neymar. Enquanto a joia do Palmeiras estreou aos 16 anos no profissional, Neymar fez seu primeiro jogo pelo Santos em 2009, já com 17 anos.
  • O camisa 9 do Palmeiras, até por isso, leva vantagem no número de partidas disputadas. A média de minutos por jogo, no entanto, é bem parecida. Neymar ficava em campo por 50,4 minutos até esta idade, enquanto Endrick tem de média de 51,3 minutos.
  • Endrick tem característica diferente a Neymar. É mais de explosão e tem a finalização como ponto forte. Por isso, é superior no número de gols.
  • Neymar, um dos jogadores mais habilidosos do mundo, atuava mais pelas pontas, participando da finalização e da criação das jogadas. Com oito gols e sete assistências, participava de um lance decisivo pelo Santos a cada 124,3 minutos. A média é melhor do que a de Endrick (176,8 minutos).
  • O garoto Endrick leva vantagem em questão de títulos conquistados, mas foi beneficiado por uma fase de 'ouro' do Palmeiras. Ainda assim, o atacante foi decisivo na reta final do Brasileirão do ano passado, vencido pelo Alviverde.
  • Neymar também fica em desvantagem em relação a convocações para a Seleção. Mas é preciso pontuar o contexto: o Menino da Vila precisava disputar vaga em ano que antecedia uma Copa do Mundo (2010). Isso dificulta bastante a concorrência. Já Endrick foi chamado em um período de reformulação da amarelinha pós-Copa.

Mais notícias

Carregar mais