Esporte

Saiba se o interesse na Copa do Brasil aumentou após CBF 'bombar' a premiação

Dados do Google Trends ainda apontam qual foi a decisão mais 'popular' do torneio a partir de 2004

Da redação

Saiba se o interesse na Copa do Brasil aumentou após CBF 'bombar' a premiação
Veja como é o interesse dos brasileiros pela Copa do Brasil
Lucas Figueiredo/CBF

Não é só um título de expressão que está em jogo na Copa do Brasil. Pode ser clichê, mas os clubes e os torcedores também ficam de olho nos milionários valores pagos em premiação pela CBF (Confederação Brasileira de Futebol).

Conforme mostra o Google Trends, que registra dados da internet brasileira desde 2004, o interesse na competição mata-mata passou a ter um crescimento significativo (e contínuo) a partir de 2018.

O ano em questão é exatamente quando a competição passou a ser turbinada com premiações milionárias por causa do aumento no valor dos direitos de transmissão. A título de comparação, o Cruzeiro, campeão em 2017, recebeu R$ 12,8 milhões como prêmio total pelo título. No ano seguinte, a Raposa, que levou novamente o caneco, embolsou R$ 61,9 milhões.

Ou seja, os dados do Google Trends sobre a Copa do Brasil mostram que o interesse na competição aumentou para valer a partir de 2018 por causa do atrativo da premiação milionária.

Ainda segundo o gráfico da plataforma do Google (veja abaixo ou acesse aqui), que contabiliza registros a partir de 2004, a decisão mais ‘popular’ da Copa do Brasil no período foi a de 2022, que envolveu os dois clubes de maior torcida no país. O Flamengo venceu o Corinthians nos pênaltis (6 a 5) e levantou a taça, após dois empates no tempo normal.

Quando a Copa do Brasil foi criada

A Copa do Brasil foi criada em 1989 e se consolidou como a principal competição mata-mata do futebol nacional. A partir de 2013, com a entrada dos times que disputam a Libertadores, ela ficou mais robusta e passou a ser disputada ao longo de quase toda a temporada. Até 2012, a competição ocupava apenas o primeiro semestre do calendário do futebol brasileiro.

Por que a premiação aumentou tanto

Com a entrada dos times da Libertadores, a CBF conseguiu valorizar bastante a Copa do Brasil e, consequentemente, vender caro seu produto. As premiações aumentaram bastante a partir de 2018 porque a entidade assinou, com a Globo, um acordo exclusivo muito superior ao anterior pelos direitos de transmissão do torneio. O vínculo era de quatro anos (2018-2022).

A partir daí, a arrecadação tornou-se gigantesca e fez a CBF turbinar as cifras pagas aos clubes, que, por sua vez, cada vez mais valorizam a disputa e a conquista do campeonato mata-mata.

Premiação da Copa do Brasil 2024

  • Primeira fase: R$ 1,47 milhão (Série A) R$ 1.312,5 milhão (Série B) e R$ 787,5 mil (demais clubes)
  • Segunda fase: R$ 1,785 milhão (Série A), R$ 1,47 milhão (Série B) e R$ 945 mil (demais clubes)
  • Terceira fase: R$ 2,205 milhões
  • Oitavas de final: R$ 3,465 milhões
  • Quartas de final: R$ 4,515 milhões
  • Semifinal: R$ 9,45 milhões
  • Vice-campeão: R$ 31,5 milhões
  • Campeão: R$ 73,5 milhões

Mais notícias

Carregar mais