Esportes

STJD arquiva pedido contra Sport, e clube não irá perder pontos no Brasileirão

Nove equipes da Série A pediam penalização ao Leão por conta da escalação do zagueiro Pedro Henrique

Da Redação 27/10/2021 • 12:47 - Atualizado em 27/10/2021 • 20:26
Sport não perderá 17 pontos no Brasileirão por conta da escalação de Pedro Henrique
Sport não perderá 17 pontos no Brasileirão por conta da escalação de Pedro Henrique
Anderson Stevens/Sport Recife

O Sport recebeu na manhã desta quarta-feira (27) uma importante notícia em meio à luta contra o rebaixamento. O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) arquivou o pedido de nove equipes da Série A que pediam punição ao Leão pela escalação do zagueiro Pedro Henrique. Com isso, o clube, que poderia perder 17 pontos, não será penalizado.

O jogador chegou à equipe pernambucana vindo de empréstimo do Internacional. No Colorado, Pedro Henrique atuou por cinco jogos no Brasileirão e recebeu cartão em outros dois quando estava no banco de reservas, totalizando sete partidas.

Isso impediria o atleta de se transferir para atuar por outro time, segundo o Regulamento Geral de Competições da CBF. Esse foi o argumento utilizado por América Mineiro, Atlético/GO, Bahia, Ceará, Chapecoense, Cuiabá, Grêmio, Juventude e Santos contra o Sport. 

No entanto, o Regulamento Específico do Campeonato Brasileiro indica que a contagem dos jogos não é realizada para um atleta que receba cartão sendo um substituto, e prevalece sobre o Regulamento Geral. E essa foi a justificativa apresentada pelo STJD ao tomar a decisão favorável ao Sport.

Os nove clubes, a CBF e o Sport foram comunicados da decisão e o caso será arquivado. 18º colocado com 27 pontos, dois a menos para sair do Z-4, o Leão tem 70% de chances de rebaixamento para a Série B, segundo o portal Infobola.

Veja as chances de rebaixamento no Brasileirão (segundo o Infobola):

  • Chapecoense - 99%
  • Grêmio - 58%
  • Sport - 70%
  • Santos - 45%
  • Juventude - 62%
  • Bahia - 18%
  • Ceará - 20%
  • São Paulo - 8%
  • Athletico-PR - 6%
  • Cuiabá - 7%
  • América-MG - 5%
  • Atlético-GO - 1%
  • Fluminense - 1%