Esportes

Sylvinho explica Cantillo no Dérbi e elogia jovens jogadores: "Meus olhos brilham"

Treinador falou sobre a entrada do volante contra o Palmeiras e os garotos do Timão

Da Redação, com Terceiro Tempo 27/09/2021 • 17:57 - Atualizado em 27/09/2021 • 18:10

Sylvinho vive um bom momento no Corinthians. Contratado em maio deste ano para a disputa do Campeonato Brasileiro, o técnico está no seu melhor momento no comando do Timão: são oito partidas de invencibilidade, com quatro empates e quatro vitórias, sendo que a mais recente foi justamente em cima arquirrival Palmeiras, no último sábado (25), por 2 a 1, na Neo Química Arena.

No entanto, uma derrota contra o Verdão poderia pressionar o treinador, que já vinha sofrendo críticas por optar pelo volante Cantillo no Dérbi antes da bola rolar. Em entrevista ao Terceiro Tempo, da Band, Sylvinho explicou a escolha pelo colombiano, elogiado pelo comandante alvinegro.

“No Brasil, temos essa ideia de que o primeiro volante tem que ser o cara da força física, sem muito vigor técnico, mas o futebol mudou, evoluiu. O Cantillo é um atleta de muita qualidade, que faz o time jogar. Optei por colocar ele porque nós tínhamos a consciência plena e montamos um time para ganhar na arena”, disse o técnico.

“A gente foi massacrado nas redes sociais durante 48 horas. Falaram que Cantillo não sustenta o meio-campo. Aí eu te pergunto: a Itália foi campeã da Eurocopa recentemente, e quem foi o volante do campeonato? O Jorginho, um brasileiro. O Cantillo já fez a função dele em alguns momentos”, completou.

Sylvinho também elogiou os jovens jogadores promovidos ao elenco profissional do Corinthians para a sequência da temporada e lembrou os momentos de atleta, quando sonhava em receber uma oportunidade.

“Eu fico com os olhos brilhando quando falo dos meninos, porque de 1992 a 1994 eu era do time de juniores e esperava uma oportunidade. E hoje eu vejo os olhos dos meninos, Adson, Roni, Xavier, Gabriel Pereira e outros que estão surgindo, brilhando. Eles querem aprender e eu fico muito feliz em trabalhar com eles.”

Por fim, o técnico do Corinthians comentou sobre a estratégia de colocar jogadores destros no lado esquerdo e canhotos do lado direito, a famosa tática do “externo com o pé contrário”.

“Eu vi o Messi fazer essa função uma vez, em 2004, e ele era extraordinário. Quando o Guardiola chegou no Barcelona, ele teve uma evolução muito grande também atuando como nove. Claro que nem todos os atletas que fazem a função se dão bem, mas estamos observando sempre. O Willian fez pé contrário no Chelsea e no Arsenal e se deu bem. O segundo gol do Róger Guedes também vem nessa tática”, afirmou.

Passada a vitória no Dérbi, Sylvinho já prepara o Corinthians para o próximo compromisso no Campeonato Brasileiro. O adversário pela frente é o Red Bull Bragantino, neste sábado (2), às 19h, em Bragança Paulista, no confronto direto em busca por uma vaga na Libertadores de 2022.

  • sylvinho
  • corinthians
  • timão
  • dérbi
  • palmeiras
  • técnico