Esporte

Vítor Pereira chama Fábio Santos de covarde após fala de que seria mal gestor

Declaração de ex-lateral corinthiano aconteceu em programa esportivo e foi rebatida por técnico português

Da redação

Vítor Pereira chama Fábio Santos de covarde após fala de que seria mal gestor
Vítor Pereira rebate Fábio Santos em crítica sobre passagem no Corinthians
Rodrigo Coca / Agência Corinthians

Treta no ar! Em declaração do ex-lateral Fábio Santos sobre a passagem conturbada de Vítor Pereira pelo Corinthians nos bastidores, o treinador português não deixou barato e rebateu o ídolo corinthiano apelidando de “covarde” após tomar conhecimento da entrevista.

Surpreso com a declaração de Fábio Santos ao chamar ser chamado de mal gestor de grupo, o ex treinador de Corinthians e Flamengo comentou que Fábio “andou oito meses sorrindo” e que não entende objetivo da exposição. Ainda segundo o técnico do Timão em 2022, o lateral “carrega a fama” de criticar os treinadores que teve na carreira.

A versão do técnico português foi publicada pelo jornal “Record”, de Portugal. Confira:

Andou oito meses sorrindo para mim e para minha comissão técnica, de aparente boa relação com todos, e vem agora, após esse tempo todo, dar essa entrevista covarde. Porque, lamento dizer isso, só de um covarde pode se esperar esse tipo de entrevista”.

“Parece que já é algo normal para esse senhor vir criticar treinadores. Não sei qual o seu objetivo de vir falar agora, mas certamente não será colocando em causa o meu nome e profissionalismo que vai conseguir dar o próximo passo na sua carreira.”

A declaração entretanto, ainda reverberou em outros jogadores do Timão que estiveram presentes no período do ex-comandante português, em 2022.

Segundo VP, atletas como Cássio, Yuri Alberto e Renato Augusto, por exemplo, pensariam de maneira diferente com relação ao que foi dito por Fábio Santos e que estariam incrédulos com a fala do ex-lateral esquerdo corinthiano.

“Tenho alguma curiosidade em saber o que pensam dessas declarações o Balbuena, o Fausto Vera, o Gil, o Renato Augusto, Yuri Alberto, o Du Queiroz, o Mantuan, Adson, o Mosquito, o Piton, o Raul Gustavo, o Renan, o Cássio, o Marcelo Carpes. Tenho a certeza que as respostas não serão as mesmas e estarão incrédulos tal como eu.”

“Infelizmente para esse senhor, e mais alguns, a única preocupação que tinham era renovar contrato e irem renovando ano a ano para terem acesso a uma reforma dourada, passando a maior parte do tempo no departamento médico.

Ainda acrescentando, para o treinador português de 55 anos o ídolo corinthiano deveria agradecer o rendimento no tempo que estiveram juntos: “basta comparar o rendimento - de Fábio Santos - na temporada anterior e seguinte da nossa saída”

Comigo não é assim, vai para a corrida quem tiver andamento, quem tiver pernas para correr, e ele até me devia estar agradecido pela temporada que fez porque eu geri da melhor forma aquilo que ele nos podia dar e, devo dizer sem qualquer problema, que fez uma boa temporada. Basta compararem com a anterior à nossa chegada e com a seguinte à nossa saída" – finalizou Vítor Pereira.

Mais notícias

Carregar mais