Notícias

44,8ºC: cidade mineira registra maior temperatura da história do Brasil

Araçuaí, no Vale do Jequitinhonha, registrou o dia mais quente em 18 anos. Em 2023, o Brasil já enfrentou oito ondas de calor

Da Redação

Araçuaí, no Vale do Jequitinhonha, em Minas Gerais
Araçuaí, no Vale do Jequitinhonha, em Minas Gerais
Divulgação/Prefeitura de Araçuaí

A cidade de Araçuaí, na região do Vale do Jequitinhonha, a cerca de 678 quilômetros de Belo Horizonte, em Minas Gerais,  registrou o dia mais quente no histórico de medições do Brasil, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). 

O município no interior de Minas Gerais, de pouco mais de 30 mil habitantes, registrou, neste domingo (19), a temperatura de 44,8ºC, desbancando a marca anterior de novembro de 2005, quando a cidade de Bom Jesus, no Piauí, registrou 44,7ºC.

O recorde de temperatura aconteceu durante a oitava onda de calor registrada no país neste ano. Um aquecimento pré-frontal intensificou o calor no Nordeste de Minas Gerais, o que favoreceu as marcas das temperaturas mais altas. 

O que é a onda de calor? 

A onda de calor ocorre devido ao tempo seco e queda da pressão atmosférica, que impede a formação de nebulosidade e afasta o avanço das frentes frias.

“A onda de calor é promovida pelas condições de tempo predominantemente seco, com aumento da insolação, e favorecida pela subsidência atmosférica – quando a pressão atmosférica entre os níveis médios e a superfície aumenta, inibindo o desenvolvimento de nebulosidade, aumentando, também, a temperatura da massa de ar”, informa o Inmet.

Tópicos relacionados