Bora Brasil

Dono de Porsche que matou motorista é indiciado por homicídio doloso

Ele foi o responsável pela morte Ornaldo Viana, de 52 anos, após colidir o carro de luxo que conduzia com o da vítima

Da redação com Mark Figueredo e Cesar Cavalcante

O empresário Fernando Sastre Filho, de 24 anos, foi indiciado por homicídio doloso, quando há a intenção de matar, lesão corporal e fuga de local de acidente, segundo a Secretaria da Segurança Pública. 

Ele foi o responsável pela morte Ornaldo Viana, de 52 anos, após colidir o carro de luxo que conduzia com o da vítima.

O acidente aconteceu na madrugada do último domingo na Avenida Salim Farah Maluf, altura do número 1801. Ornaldo voltava para casa depois de realizar a última corrida naquela madrugada. O limite para a via é de 50 km/h.

Câmeras de segurança flagraram o momento da batida. Nas imagens é possível ver que o carro de luxo colide na traseira do Sandero com muita violência. Após a colisão, os carros vão para a lateral da pista, chegando a atingir um poste.

Também são investigados policiais militares, pela Corregedoria da corporação, por liberarem Fernando com a mãe após o acidente. Isso impossibilitou a realização do teste do bafômetro para saber se ele estava alcoolizado.

O filho de Ornaldo da Silva, Luam Silva, fez um desabafo nas redes sociais. Luam afirmou que o sentimento é de injustiça, por conta de a Justiça de São Paulo ter negado a prisão temporária de Fernando Sastre Filho. 

Banner Whatsapp

Mais notícias

Carregar mais