Bora Brasil

Sabesp envia bombas usadas durante crise hídrica em SP para ajudar o RS

Equipamentos têm capacidade de transferir mais de mil litros de água de um local para o outro e encher uma piscina olímpica em 30 minutos

Da Redação

Sabesp envia bombas usadas durante crise hídrica em SP para ajudar o RS
REUTERS/Diego Vara

A Companhia de Saneamento Básico de São Paulo, a Sabesp, enviou no início da manhã desta sexta-feira (17) as primeiras bombas flutuantes de escoamento de água para ajudar nas enchentes que atingem o Rio Grande do Sul. 

Usadas no Sistema Cantareira durante a severa estiagem que atingiu a Região Metropolitana de São Paulo há uma década, cada uma dessas bombas pesa cerca de 10 toneladas e tem capacidade de transferir mais de 1.000 litros de água de um local para outro.

Esse equipamento é capaz de encher uma piscina olímpica em 30 minutos. Como são flutuantes, elas “acompanham” o nível da água, evitando a necessidade de deslocamento de um ponto para outro.

No total, 18 conjuntos serão utilizados em ações de macrodrenagem – remoção de água acumulada em grandes áreas – nos municípios de Canoas e Porto Alegre. A Sabesp também reforçará a equipe de profissionais que atuam na recuperação dos danos causados pela inundação histórica no estado.

Dois conjuntos de motobombas foram encaminhados ao Rio Grande do Sul em aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) com destino a Canoas. Nos próximos dias, mais dois equipamentos serão enviados ao município. Também nesta sexta, outros 14 equipamentos idênticos devem começam a ser levados, com apoio de caminhões do Exército Brasileiro.

A Sabesp também está enviando mais equipes para o Rio Grande de Sul. Ao todo, 57 profissionais e 21 veículos, além de equipamentos técnicos, estão no estado atuando em instalações do sistema de água danificadas pelas cheias, como equipamentos de bombeamento e estações elevatórias, e na distribuição de água potável. 

A Sabesp também enviou itens de primeira necessidade (cestas básicas e cobertores) arrecadados em doações e água potável para as vítimas das chuvas. Foram encaminhados 30 mil copos para o Fundo Social de São Paulo (FUSSP), que está coordenando as arrecadações. 

Banner Whatsapp

Tópicos relacionados

Mais notícias

Carregar mais